Quinta-feira, 10 de Setembro de 2015, 12h24
O ATO DE PERDOAR
Perdoar é bom pra quem mesmo?

Milene Teixeira

 

Todos já ouviram falar da importância do perdão. Numa sociedade cristã como a nossa sempre se fala que devemos perdoar as ofensas alheias, fazer pelos outros o que gostaríamos que fizessem por nós, e isso é verdade! Poder superar os conflitos, perdoar os erros que aqueles que são importantes em nossas vidas cometem para conosco, nos causando dor e sofrimento, mas nem por isso acabando com nosso amor por eles, é, além de um sinal de grandeza, uma forma de superação, de seguir a vida com uma visão construtiva do futuro, sem abrir mão da tão sonhada felicidade!

Perdoar é em si uma ato de amor, porem gostaria de possibilitar a reflexão à respeito de para quem esse amor é direcionado?

Quando se perdoa alguém, é porque se ama esta pessoa? Provavelmente! Se essa pessoa não fosse importante, a primeira alternativa seria ignorar sua falta para conosco, e também sua existência, buscando afastamento dela!

Mas considero essencial perceber que, liberando perdão, liberamos também nosso coração! E do que realmente o liberamos? De ressentimento, de magoas, de rancores, de remorsos, de tristezas, enfim, de sofrimentos. E quem acaba sendo o maior beneficiado por isso? Aquele que perdoa claro, pois é ele quem seguira sua vida em liberdade, com coração leve e livre de qualquer culpa por não ter feito algo que podia, afinal, o outro errou, mas foi perdoado, e o que se podia fazer foi feito.

 

Talvez mais difícil seja se perdoar! Perdoar os próprios erros, os próprios fracassos, os próprios pecados, aquilo que poderia fazer e não fez, aquilo que jamais deveria ter feito e fez... ah, isso sim é difícil de perdoar! Mas quem merece mais o nosso amor que nós mesmos?! É imprescindível sermos tão generosos conosco como tentamos ser com os outros, olhar nossas falhas com piedade e buscar uma reconciliação com a nossa consciência. Talvez isso inclua pedir perdão para alguém! Talvez inclua uma mudança de atitude! Talvez você perceba que precisa de ajuda para superar uma tendência em assumir uma conduta que lhe faz errar muito, que lhe causa danos ou sofrimento, ou sofrimento a pessoas importantes pra você! Tudo bem, quem disse que tentar fazer o melhor não exige coragem? Coragem pra mudar, pra voltar atrás, pra assumir seus erros, pra dizer aos outros o que se sente, pra pensar profundamente a respeito disso tudo! De qualquer forma, percebe-se que o perdão é um presente que damos a nós mesmos, SEMPRE!


Fonte: Clique F5
Visite o website: http://cliquef5.com.br