Nacional /

Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019, 00h:31

A | A | A

Sobreviventes de massacre nos EUA lançam proposta para restringir armas de fogo

arrow-options Reprodução Columbine, um dos piores massacres da história americana WASHINGTON — Sobreviventes do Massacre de Parkland, que...


Imagem de Capa
Massacre arrow-options
Reprodução
Columbine, um dos piores massacres da história americana


WASHINGTON — Sobreviventes do Massacre de Parkland, que deixou 17 mortos em uma escola na cidade da Flórida, em 2018, apresentaram nesta quarta-feira um plano para proibir a venda de rifles de assalto — o tipo de arma mais utilizado em massacres no país — e medidas para reduzir pela metade o número de vítimas de armas de fogo em uma década.

Leia também: Adolescente ataca alunos e professora com machadinha em escola; jovem foi preso

 A proposta, que será enviada a todos os pré-candidatos à presidência, inclui um programa para a venda e descarte de armas usadas, além de um sistema federal para a emissão de licenças de porte. A iniciativa ainda prevê mais dinheiro para pesquisas sobre a violência, derrubando uma lei de 1996, que impede o uso de verbas federais para promover o controle de armas.

Além de ações específicas sobre a violência, o grupo quer que todos os cidadãos acima de 18 anos sejam automaticamente registrados como eleitores. Esse registro, hoje, é facultativo, assim como o voto.

Leia também: Professor impediu que invasor continuasse ataque em escola do Rio Grande do Sul

Desde o ataque na escola Stoneman Douglas , quando um ex-aluno matou 19 pessoas e feriu 17, um grupo de sobreviventes iniciou uma campanha nacional para alertar sobre a urgência de medidas para lidar com a violência das armas de fogo. O “ Marcha Por Nossas Vidas ” já mobilizou milhares de pessoas ao redor do país.

Um dos co-fundadores do grupo e sobrevivente do massacre, David Hogg, afirmou que a “hora de pensamentos e orações veio e se foi. Agora é hora de mudança real e ação real”.

Outra sobrevivente, Tyah Amoy-Roberts, diz que o tema tem que ser prioritário nos EUA.

— Não podemos permitir que massacres em mercados, igrejas, shoppings e escolas se tornem o novo normal. 

A apresentação do plano vem semanas depois de uma série de ataques no país, como em El Paso , no Texas, e em Dayton , Ohio, que deixaram 31 mortos em questão de horas.

Lobby e resistência em Washington


Apesar da comoção pública, especialmente depois dos massacres, pouco vem sendo feito em Washington para exercer algum tipo de controle sobre armas que, em tese, deveriam ser usadas apenas por forças armadas. E não é por falta de apoio popular. Segundo uma pesquisa Reuters/Ipsos, publicada este mês, 69% dos americanos apoiam restrições “ fortes ” ou “ moderadas ” a armas de fogo, chegando a 84% entre os eleitores que se definem democratas e 56% entre os republicanos.

Para analistas, o maior empecilho a regras mais estritas para armas de fogo não está na Segunda Emenda da Constituição, que trata do direito do cidadão possuir armas de fogo, mas sim no lobby da poderosa e ricaAssociação Nacional do Rifle (NRA, sigla em inglês).

Segundo estimativas, mais de 370 congressistas receberam apoio financeiro da associação, com valores que vão de alguns milhares de dólares a até US$ 1 milhão. Neste cálculo não entram as doações da associação para a campanha presidencial de Donald Trump , que chegaram a US$ 30 milhões.

A NRA também ataca publicamente todos os que defendem maiores controles na venda de armas, como o “Marcha Por Nossas Vidas”. Em março de 2018, um mês depois do massacre em Parkland, quando o grupo organizou uma grande marcha em Washington, a associação fez várias postagens ironizando o ato.

“Bilionários que odeiam as armas e as elites de Hollywood estão manipulando e explorando nossas crianças como um plano para DESTRUIR a Segunda Emenda e nos retirar o direito de nos defender e defender nossas pessoas amadas”, dizia uma das postagens no Facebook.

Em meio à pressão pública, o presidente Trump, um defensor das armas, sinalizou que poderia adotar medidas adicionais de controle de armas. Mas, nesta terça-feira, ele se encontrou justamente com o presidente da NRA, Wayne LaPierre , e disse que não iria avançar muito na questão da checagem de antecedentes dos compradores.

Nesta quarta-feira, porém, ele mudou o tom, dizendo que a violência de armas de fogo é uma “ emergência de saúde pública ”, afirmando acreditar que pessoas com problemas mentais não devem ter o direito de comprar armas.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.