Internacional /

Sexta-feira, 13 de Setembro de 2019, 18h:30

A | A | A

Vítimas de incêndio em hospital do Rio morreram por asfixia, diz Polícia Civil

arrow-options Reprodução Hospital Badim, no Rio de Janeiro, começou a pegar fogo por volta das 18h30 desta quinta (12) A Polícia Civil confirmou no...


Imagem de Capa
Hospital Badim pegando fogo arrow-options
Reprodução
Hospital Badim, no Rio de Janeiro, começou a pegar fogo por volta das 18h30 desta quinta (12)

A Polícia Civil confirmou no início da tarde desta sexta-feira (13) que a morte das vítimas do incêndio que atingiu o Hospital Badim, na Zona Norte do Rio, foi provocada por asfixia. De acordo com a delegada Gisele de Lima Pereira, subsecretária de gestão administrativa da Polícia Cívil, os dez corpos trazidos para o Instituto Médico Legal de São Cristóvão foram identificados por exames de papiloscopia.

A Polícia Civil também vai apurar se um pico de luz pode ter causado o incêndio . A informação da breve queda de energia foi passada por familiares de pacientes, mas a companhia de energia Light nega o fato.

Leia também: "Minha mãe foi assassinada", diz filho de idosa morta em incêndio de hospital

A perícia técnica do Instituto de Criminalista Carlos Éboli começou por volta das 8h desta sexta-feira e ainda não tem previsão para acabar. Até o momento, os agentes apreenderam aparelhos de armazenamento do circuito interno de câmeras.

“A perícia ainda está em andamento. Analisando as imagens vamos poder confirmar se houve realmente o pico de luz ou não, e depois temos que ver tecnicamente se isso pode ter causado algum curto. Vamos verificar se há imagens da existência do fogo e da propagação. Só com a prova técnica do perito e com as filmagens, que nós vamos ver o que aconteceu”, explicou o delegado Roberto Ramos.

Através da assessoria de imprensa, a Light informou que não houve registro de interrupção na rede elétrica da empresa antes do incêndio.

Leia também: "É preciso ver se não houve sabotagens", diz Crivella sobre incêndio em hospital

O subsolo do Hospital Badim está alagado, segundo a polícia, por causa da água usada para combater o incêndio. No local, havia um aparelho de raio x, mas o delegado descartou a possibilidade de vazamento de material radioativo.

Um dos prédios do hospital, sitiado no número 390, foi administrativamente interditado para que seja realizado o trabalho da perícia.

De acordo com a unidade particular, no momento do incêndio, havia 103 pessoas internadas. Cerca de 90 foram transferidas para diversos hospitais públicos e particulares da região; confira alguns deles:

. Hospital Israelita Albert Sabin (Maracanã)
. Hospital São Vicente de Paula (Tijuca)
. Hospital Municipal Souza Aguiar (Centro)
. Hospital Copa D'Or (Copacabana) - 6 pacientes
. Hospital Quinta D'Or (São Cristóvão) - 52 pacientes
. Hospital Norte D'Or (Cascadura) - 5 pacientes
. Hospital Caxias D'Or (Duque de Caxias) - 15 pacientes
. Hospital Rios D'Or (Jacarepaguá) - 1 paciente

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.