propaganda

Internacional /

Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020, 13h:05

A | A | A

Com aumento de mortes por covid-19, Austrália terá mais restrições

. A Austrália notificou nessa quarta-feira (4) 15 mortes, o número mais alto até...


Imagem de Capa
EBC Internacional
.

A Austrália notificou nessa quarta-feira (4) 15 mortes, o número mais alto até agora em um dia, todas no estado de Vitória, que se preparava para fechar grande parte de sua economia, a fim de controlar uma segunda onda da infecção que ameaça se espalhar pelo país.

O segundo estado mais populoso da Austrália relatou um crescimento recorde de 725 novos casos de covid-19, apesar de ter restabelecido o lockdown em Melbourne, capital estadual com população de 5 milhões de pessoas, quatro semanas atrás.

Os estados de Nova Gales do Sul e Queensland estabeleceram novas medidas para limitar a disseminação do novo coronavírus, que causou 247 mortes ao redor do país.

Em Vitória, o governo estadual impôs toque de recolher noturno e apertou as restrições à movimentação de pessoas na Grande Melbourne, no domingo (2), determinando que a maioria dos negócios parasse de funcionar a partir da noite de hoje, o que é considerado um golpe à economia nacional.

O primeiro-ministro de Vitória, Daniel Andrews, disse que mais restrições incluiriam o fechamento de creches e a expansão da proibição de cirurgias eletivas em todo o estado com o objetivo de aliviar os recursos médicos para casos do novo coronavírus.

"A noção de mais de 700 casos não é sustentável. Precisamos reduzir os números e essa estratégia tem o objetivo de fazer justamente isso", disse Andrews a repórteres, em Melbourne.

O vice-médico-chefe da Austrália, Michael Kidd, pediu que o povo do estado de Vitória cumpra as restrições mais rígidas.

"Espero que não seja o caso, mas pode ser que os números cresçam ainda mais nos próximos dias antes de começarem a cair pelo impacto das restrições", disse Kidd em Camberra.

As medidas mais rígidas de lockdown atrasarão o inquérito independente sobre o programa de quarentena de hotéis em Vitória. As audiências que deveriam ter começado ontem serão iniciadas em 17 de agosto, com o relatório final previsto para 6 de novembro.

Autoridades sanitárias estaduais acreditam que a mistura entre seguranças e viajantes, infectados em quarentena em hotéis, foi o principal fator para o ressurgimento do vírus em Melbourne nos últimos dois meses.

Vitória representa aproximadamente um quarto da economia do país e cerca de dois terços dos quase 19,5 mil casos de covid-19 da Austrália.

No estado de Queensland, no Nordeste, a primeira-ministra Annastacia Palaszczuk afirmou que viajantes procedentes de Nova Gales do Sul e da capital Camberra serão barrados a partir de sábado. O estado já está próximo de Vitória.

"Vimos que Vitória não está melhorando e não vamos esperar Nova Gales do Sul ficar pior. Precisamos agir", disse Palaszczuk, em entrevista em Brisbane.

Após dois meses sem transmissão comunitária no estado, Queensland agora tem pelo menos três casos assim. Queensland relatou uma nova infecção na quarta-feira, enquanto Nova Gales do Sul, estado mais populoso, registrou 12.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz