ESPORTE /

Quinta-feira, 08 de Fevereiro de 2018, 14h:25

A | A | A

Jiu-Jitsu de Campo Verde projeta 2018 com muitas medalhas

Atletas do município ainda esbarram na questão do patrocínio para competições maiores.


Imagem de Capa
Paulo Pietro

O Jiu-Jitsu de Campo Verde foi muito bem no ano de 2017, inclusive superando as expectativas iniciais que haviam sido projetadas pelo mestre Marcos de Souza e pelos próprios atletas.

 

Em 2018 os objetivos dos atletas são maiores, no último ano o campeão Wily Pereira ganhou medalhas em todas as competições que disputou na modalidade, no estado ele se tornou imbatível em sua categoria de peso, levando todas as etapas estaduais inclusive nas categorias absolutas , onde diferentes categorias de peso se enfrentam . Foram medalhas em campeonatos mundiais, brasileiros e pan-americanos.

 

As atletas Thais e Carol, também fizeram bonito, se tornaram campeãs mundiais de suas categorias, além de conquistar posições importantes no Campeonato Brasileiro e também foram absolutas no estado.

 

O mestre Marcão, voltando a disputar competições foi campeão pan-americano no final de 2017.

 

Segundo Marcos, “ nossas ambições para 2018 são de manter o nossos e resultados e disputar competições mais relevantes, como na Califórnia, em Buenos Aires, também os campeonatos da CBJJ (Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu) que é a federação da Gracie Barra. Temos vários focos, objetivos, estamos sentando e conversando para projetar uma maneira eficiente de disputar essas competições, acredito que será um ano muito produtivo para Campo Verde.”

 

Como sempre, os atletas que vem se despontando ao longo dos anos necessitam de ajuda  para custear esses treinamentos e também as  despesas de competição. “Quando iniciamos o ano nossas principais preocupações são; condicionamento físico dos atletas, decidir quais eventos vamos participar e a terceira é essa questão de patrocínio, que é realmente a mais complicada. Os dois primeiros pontos, nós tiramos de letra, pois são jovens, o calendário também sabemos quais competições são mais importantes e indispensáveis para os atletas de alto rendimento, agora a questão do patrocínio, necessitamos ajuda dos empresários de Campo Verde, das indústrias, das pessoas que gostam de esporte, pois ele trás bons resultados também em questão de mídia. Então se estivéssemos  focados somente em competir e treinar seria o ideal.”

 

Marcos lembrou que a parceria da prefeitura e a ajuda que eles nos oferecem é de extrema importância, mas infelizmente para competir em outro nível é necessário mais investimento.

 

“Estamos tentando fechar um valor simbólico mensal para cada atleta, desta forma eles melhorariam o seu desempenho e ficariam focados somente em treinar. As empresas que quiserem ajudar é somente nos procurar, não custa nenhum absurdo e tenho certeza que sua marca será bem divulgada,” frisou Marcos.

 

As primeiras competições estaduais se iniciam neste mês de fevereiro, além do Jiu-Jitsu,  alguns atletas da modalidade começam também a migrar para o MMA, esporte que hoje em dia oferece uma profissionalização melhor para os atletas. Quanto a isso também há um planejamento para que os talentos de Campo Verde se apresente com mais frequência em 2018, almejando chegar em organizações maiores .        

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Campo Verde

Previsão aponta chuva em todos os dias dessa semana em Campo Verde

Previsão aponta probabilidade de 80% de chuva até a próxima sexta-feira.

Relatório da CNT comprova realidade vista nas rodovias da região

Município já tentou fazer sua parte, mas se sente de mãos atadas.

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.