SAÚDE /

Segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020, 07h:36

A | A | A

Unidades de saúde de Pva recebem orientação sobre Coronavírus

O objetivo é que qualquer suspeita do vírus seja tratada com a devida urgência


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto/com G1

A epidemia do novo coronavírus já ultrapassou o total de 1,1 mil mortes e causou a infecção de mais de 44 mil pessoas. Apesar de o surto estar concentrado majoritariamente na China, houve registros da doença em mais de 20 países. No Brasil, há casos sob investigação, mas nenhum foi confirmado. Um caso da doença foi investigado em Rondonópolis, mas logo foi descartado pela Secretaria Estadual de Saúde.

 

Diante da situação alarmante e ao fato de o Ministério da Saúde ter elevado a classificação de risco do Brasil para o nível 2, que significa “perigo iminente”, a Secretaria de Saúde de Primavera do Leste, através da Coordenação de Vigilância Epidemiológica repassou todas as orientações recomendadas pelo Ministério da Saúde para todas as unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF), Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e, inclusive, as unidades de saúde privadas do município.

O objetivo é que toda e qualquer suspeita do vírus seja tratada com a devida urgência.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu que a doença respiratória provocada pela infecção do novo coronavírus deverá ser chamada de Covid-19.

A nomenclatura segue diretrizes internacionais que pedem para não se fazer referência a uma localização geográfica, um animal, um indivíduo ou grupo de pessoas. As regras pedem também que o nome seja pronunciável e que estabeleçam alguma relação com a doença.

“Ter um nome é importante para impedir o uso de outros nomes que podem ser imprecisos ou estigmatizantes”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. Com a falta de uma identificação oficial, alguns veículos internacionais descreviam a doença como “coronavírus de Wuhan”.

O nome do vírus não foi definido pela organização. Temporariamente, recebeu a nomenclatura de 2019-nCoV. Segundo uma porta-voz da agência, ele será batizado por um grupo internacional de virologistas que identificarão a taxonomia deste coronavírus, que pertence a um grupo já conhecido anteriormente.

 

Riscos no Brasil

O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira (10) que sete casos suspeitos do novo coronavírus são investigados no Brasil. Desde o começo dos alertas, o Brasil já descartou 32 casos suspeitos.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, reafirmou nesta segunda que o mais provável é que a circulação do vírus ocorra no Brasil. Ele avalia que a China atualmente mantém uma forte contenção da circulação das pessoas nas áreas mais afetadas pela epidemia, mas que talvez essa não seja uma estratégia “viável” a longo prazo.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz