EPIDEMIA /

Segunda-feira, 16 de Março de 2020, 07h:00

A | A | A

Prefeitura de Primavera decreta estado de emergência por causa da dengue

Nos dois primeiros meses de 2020, 435 casos suspeitos foram notificados


Imagem de Capa
Wellington Camuci

Enquanto os olhos do mundo estão voltados ao novo Coronavírus, Primavera do Leste enfrenta um possível surto de dengue. Nas primeiras semanas de 2020, foram notificados pelo menos 435 casos suspeitos da doença. No mesmo período em 2019, foram 33 casos.

O alarmante número deste ano, levou a prefeitura de Primavera do Leste a decretar Estado de Emergência. O Decreto nº 1.892 de 04 de março de 2020, além dos deveres de toda a população, define a postura do município nas vistorias, notificações e possíveis aplicações de multas.

Segundo dados do Ministério da Saúde, 31 municípios estão com alto risco de surto de dengue. No Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegupti (LIRAa), Cláudia, município à 566 Km de Cuiabá, tem a maior incidência de infestação com mais de 16 casos para cada 100 mil habitantes, ou seja, a cada 16 pessoas, uma teve dengue nas últimas quatro semanas.

Em 2019, Mato Grosso notificou mais de 17 mil casos de dengue. Lucas do Rio Verde, já teve, aproximadamente, 600 casos suspeitos de dengue, na semana passada uma estudante de 24 anos morreu com suspeita da doença.

É notório que quase 82% dos focos do mosquito Aedes Aegypti estão dentro das residências ou terrenos e que ainda assim muitos moradores impedem a entrada dos agentes de endemias para realizar a fiscalização. Vale lembrar que o mosquito também é responsável pela transmissão de outras doenças como o Zika Vírus e a Chikungunya.

De acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), no período de 29 de dezembro de 2019 à 01 de fevereiro de 2020, 11.705 imóveis foram vistoriados, outros 952 imóveis estavam fechados o que impediu que os agentes pudessem verificar.

Uma das medidas previstas no decreto, em casos que houver denúncia ou verificação de que exista focos nestes imóveis, é autorizada a entrada compulsória dos agentes nos imóveis, caso sejam impedidos pelo morador ou quando não há ninguém que permita a entrada dos mesmos.

Amarildo Jesus, presidente da Sala da Dengue de Primavera do Leste, expõe que os agentes encontram muita dificuldade para entrar em algumas residências e ele ressalta que nesses locais onde existe essa resistência, são locais onde a situação já está bem crítica, “a pessoa não se dá conta, ou faz de conta que não se dá conta em relação do perigo que causa o grande índice da dengue, então, todo esses locais onde houve resistência, nós já vamos logo de imediato relatar com as agentes e já tomar providência, logo agora na próxima semana, e  fazer a limpeza desses locais aí”, ressalta.

Ele destaca também, a importância do apoio da Polícia Militar, “nós podemos adentrar nessa residência mesmo ela estando fechada. A gente pode solicitar o apoio da PM para nos acompanhar, como nós fizemos ano passado e deu êxito”.

Outro ponto destacado por Amarildo está no fato de que muitas pessoas não fazem questão de atender os agentes, “muitas residências, que as agentes visitam, encontram sempre as portas fechadas ou a pessoa, observando que tem agente lá, não faz questão de atender, não faz questão de abrir”.

De acordo como artigo 7º do decreto, o munícipe que impeça os trabalhos dos agentes, comete crime de desobediência. “A recusa no atendimento das determinações sanitárias constitui crime de desobediência e infração sanitária, inclusive com possibilidade da execução compulsória da determinação, bem como de aplicação das demais sanções administrativas, civis e penais cabíveis”, diz o texto.

O decreto também autoriza que, em caráter emergencial, a prefeitura possa contratar pessoas de forma temporária para os trabalhos de controle e prevenção da doença. A SMS pode requisitar funcionários e equipamentos de outras secretarias no desenvolvimento das atividades.

Amarildo fala ainda da importância do decreto nas vistorias das casas e terrenos, “ele nos dá esse respaldo aí, para gente agilizar nesse sentido sem que o proprietário venha dizer que foi invadida minha residência sem a minha presença, sem a minha ordem”.

O presidente da Sala da Dengue ressalta que já tinha procurado o Ministério Público e que já tinha dado o respaldo, uma vez que o município está em estado de emergência e tem um decreto assinado.

Vale ressaltar que cabe a toda a população a limpeza e manutenção dos terrenos e imóveis para evitar possíveis criadouros do mosquito e com algumas medidas simples podem ajudar no combate e propagação da doença.

Mantenha caixas d’água, tonéis e barris fechados;

Lave semanalmente o bebedouro de animais;

Coloque areia nos pratinhos de plantas;

Jogue no lixo todo e qualquer material que possa acumular água;

Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha as lixeiras bem fechadas;

Mantenha calhas limpas;

Não deixe água acumulada sobre a laje.

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz