AGRO /

Quarta-feira, 15 de Maio de 2019, 15h:29

A | A | A

Índios Xavantes dizem que querem produzir soja

Aldeia Sangradouro fica localizada a 50km de Primavera do Leste


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Índios da etnia xavantes foram entrevistados por jornalista que integram o projeto Caminho da Safra, da revista Globo Rural. Integrantes do projeto estiveram na aldeia Sangradouro que fica a 50 quilômetros de Primavera do Leste, onde os indígenas falaram sobre a vontade em produzir soja.

De acordo com a publicação feita pelo jornalista da revista Globo Rural, Roger Margochi, eles foram recebidos por Fábio Tsitobrowe, presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena, já que o cacique estava em Barra do Garças em uma reunião.

Veja parte da reportagem:

“Aos 11 anos, Fábio foi morar em Curitiba, onde passou dez anos estudando. Hoje, aos 42 anos, ele defende que o índio deveria ter direito a plantar em sua reserva, garantindo a preservação ambiental e a sua própria cultura. A plantação poderia ser feita em 10% dos 116 mil hectares de reserva, garantindo muita área preservada.

Ele, no entanto, é contra a posição do governo que pretende aprovar o arrendamento de terras dos índios. “Nós nunca vamos perder a nossa cultura. Veja se os índios Parecis perderam a sua cultura”, diz, em referência ao grupo indígena que está plantando soja em Mato Grosso.

“Eu penso que, pra mim, não é bom arrendar. Eu gostaria de parceria com amigos, com fazendeiros, trabalhar junto. E sem desmatar tudo. Seria bom para a comunidade que vive aqui. Não adianta desmatar tudo. O certo mesmo é parceria”, afirma ele, que pede ajuda do governo para que a comunidade possa aprender a plantar.

Os 2,5 mil índios da reserva vivem em situação de miséria, há índios pedindo dinheiro nas esquinas de Primavera do Leste, conta Fábio. Com o dinheiro da plantação, Fábio acredita que haveria dinheiro para cuidar da saúde do seu povo. Segundo ele, nas décadas de 1970 e 1980, a comunidade tinha plantação de arroz e outros cultivos, mas a iniciativa foi sendo desmobilizada.

“Hoje quem manda mesmo é o dinheiro. Prefiro trabalhar e correr atrás porque não dá para ficar parado. Tem índio formado em enfermeiro. Não adianta ficar parado esperando acontecer. Eu vou morrer como índio, mas é preciso saber produzir as coisas”.

“Meu principal sonho é que a gente tenha o próprio recurso. Como eu trabalho na área de saúde, se a gente produzisse e desse R$ 120 milhões por ano, R$ 50 milhões ficaria no cofre para comprar remédio e pagar cirurgia. A vida vai melhorar. Estamos sem água, as crianças pegam lá embaixo (no rio). Penso no futuro melhor para os indígenas também”.

Enquanto conversávamos, as crianças jogavam bola e olhavam curiosos para o equipamento do fotógrafo Fernando Martinho. Desde pequenos, eles aprendem a língua xavante e o português. Fábio tem oito filhos, o mais velho roda 50 quilômetros para estudar em Primavera do Leste. E chega meia noite na aldeia. Enquanto isso, a curiosidade da garotada menor cresceu quando Martinho fez decolar o seu drone na aldeia”.

 

O PROJETO

Caminhos da Safra 2019, é um projeto da revista Globo Rural tem como objetivo avaliar as condições da infraestrutura para o escoamento das safras de grãos, frutas e carnes do país. Além de visitar os maiores terminais portuários, as equipes farão os caminhos entre as fazendas e o mercado consumidor brasileiro.

 

Com Revista Globo Rural

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Sine oferece 10 vagas de emprego para Primavera do Leste

O órgão está localizado na Rua Blumenau, 52 - Primavera I.

Com reajustes aprovados, tarifas de energia passam a vir mais caras e gera reclamações

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

24.07.2019 - 02h46
24.07.2019 - 02h45
24.07.2019 - 02h43
24.07.2019 - 02h41
24.07.2019 - 02h37
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.