NÃO CAIA NESSA /

Segunda-feira, 15 de Julho de 2019, 15h:19

A | A | A

Golpe via SMS tenta roubar dados de clientes de banco

A orientação é que mensagem seja ignorada e apagada


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Circula via SMS uma mensagem em que um link é disponibilizado para que a vítima faça a atualização de um aplicativo de banco. Um assinante do jornal O Diário ao receber o informativo na tarde de hoje (15) e descobrir que era um golpe, entrou em contato com a nossa equipe de reportagem para comunicar o crime.

“Vírus ou golpe. Estão enviando por mensagem SMS. Já chequei com o gerente do banco”, disse o assinante.

A mensagem recebida via SMS pede para que o cliente atualize os dados referente a um aplicativo e logo em seguida induz a pessoa a clicar em um link. “BB: Seu App vinculado ao número xxx expirou, evite o bloqueio do seu dispositivo, acesse o link usando o seu aparelho smartphone: (link)”

Pelo site, o Banco do Brasil dá dicas de como evitar cair golpes e uma das informações é que o banco jamais manda links de atualização por SMS. “Não acesse o site do Banco através de links recebidos por e-mail, SMS ou redes sociais. Sempre digite o endereço www.bb.com.br no seu navegador. Observe se o endereço começa com “https” e se há um cadeado ao lado; isto significa que suas informações estão protegidas”, diz parte da dica de segurança do banco.

Outra dica do banco é que o cliente verifique se o sistema operacional do aparelho permite que sejam baixados antivírus, firewall entre outros.

 

GOLPE COMUM

De acordo com o site Techtudo, voltado a tecnologia, mensagens SMS são um dos principais vetores de golpes cibernéticos. Essas mensagens, falsas, têm o intuito de roubar dados pessoais de vítimas — algumas delas vão além e buscam até roubar dados bancários ou infectar o celular com spywares.

Phishing é um dos métodos de ataque mais antigos, já que "metade do trabalho" é enganar o usuário de computador ou smartphone. Como uma "pescaria", o cibercriminoso envia um texto indicando que você ganhou algum prêmio ou dinheiro (ou está devendo algum valor), ou falando sobre atualizações e, normalmente, um link acompanhante para você resolver a situação. O phishing também pode ser caracterizado como sites falsos que pedem dados de visitantes. A armadilha acontece quando você entra nesse link e insere os seus dados sensíveis — normalmente, há um site falso do banco/ecommerce para ludibriar a vítima —, como nome completo, telefone, CPF e números de contas bancárias.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz