propaganda

EDITORIAL /

Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2017, 20h:11

A | A | A

Sinais positivos

A economia brasileira ainda navega em águas turbulentas, mas parece ter encontrado o rumo


Imagem de Capa

Ainda não há motivo para euforia, mas os dois principais fatos econômicos de ontem merecem ser celebrados pelos brasileiros como indicativos de que o país finalmente começa a superar a recessão. O primeiro foi a divulgação pelo IBGE da inflação oficial do ano passado, dentro da meta estipulada pelo governo e abaixo das previsões do Fundo Monetário Internacional, do mercado financeiro e do próprio Banco Central. O segundo foi o já esperado corte na taxa básica de juros, o terceiro consecutivo determinado pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central. São sinais claros de que o país, com a mudança de governo e com as medidas de austeridade que vêm sendo implementadas, está no caminho certo para vencer a recessão e retomar o crescimento econômico.

É importante observar que os fatores da instabilidade ainda não desapareceram. Há dúvidas sobre a continuidade da crise política no país, sobre as novas denúncias da Operação Lava-Jato, sobre o avanço das reformas em tramitação no Congresso e até mesmo sobre os efeitos da troca de governo nos Estados Unidos. Todos esses fatores podem mexer com o humor do mercado e provocar estagnação nos negócios. O cenário, portanto, ainda recomenda cautela, tanto de parte do governo quanto dos agentes produtivos, mas o ano começa com melhores perspectivas.

Juros mais baixos representam estímulo para a economia, que precisa ser reativada para atenuar o desemprego e os danos sociais dele decorrentes. Além disso, significam despesa menor com a dívida pública. Cabe lembrar, porém, que a taxa brasileira continua elevada na relação com os padrões internacionais e não pode ser reduzida rapidamente para não prejudicar o combate à inflação.

 

ENQUANTO ISSO EM PRIMAVERA DO LESTE TEREMOS O CARNAVAL DO BEM

 

Mesmo em época de contenção de gastos a Prefeitura irá promover a festa de rua Primafolia, enquanto muitos municípios nem cogitam isso. Porém, de uma forma diferente aliando festa e interesse social. Uma brilhante ideia unir diversão com conscientização e ajuda a quem precisa. Inspirador.

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz