propaganda

EDITORIAL /

Terça-feira, 10 de Janeiro de 2017, 17h:48

A | A | A

Cuidado com o lixo é dever de todos

Limpeza e destinação do lixo em local apropriado é lição que deve vir de casa


Tu te tornas eternamente responsável pelo lixo que produzes. Essa deveria ser a máxima de todos nós. Sermos responsáveis pelo lixo que produzimos descartar corretamente e em local apropriado. Acabou a época em que a destinação de resíduos não era uma preocupação constante.

2016 acabou com o tema sendo debatido e o problema incomodando muitos moradores. Conviver com lixo e sujeira alheia não é nada agradável. E esse ano começou com mutirão de limpeza organizado pela Prefeitura. Tirando a sujeira e colocando novas lixeiras. Expandindo o trabalho para o centro também. No entanto, como denunciado pelo O Diário na edição de ontem, em menos de 24 horas a sujeira voltou a fazer parte do cenário na Avenida Porto Alegre. Muitos internautas nas redes de interatividade do Cliquef5 opinaram com razão afirmando que o poder público estava fazendo a parte dele na limpeza, mas que a população não estava fazendo a sua na conservação.

Uma cidade é feita pelas pessoas que nela moram. O que uma pessoa que nos visita irá dizer quando chegar em plena rua do centro e verificar sujeira, lixo, garrafas, embalagens e mau cheiro? Pasmem, tem gente que urina na rua. Tem coisa mais grotesca e nojenta? Aí andam de carrão, com o som a toda, roupa de marca, cheios de si e fazem uma coisa dessas? No mínimo falta de educação.

Se antes a limpeza nas vias públicas por parte da administração deixava a desejar, isso com base nos relatos de leitores, agora que ela está sendo feita por que a população não valoriza e mantém? É dinheiro público e esforço de trabalhadores que colocam a coisa em ordem e esperam o mesmo da comunidade.

Limpeza e destinação do lixo em local apropriado é lição que deve vir de casa. Ou em casa deixam tudo jogado? Vira um chiqueiro.

“Ah, mas não tem lixeiras suficientes ou estava cheia”, nada disso. Anda com uma sacola no carro coloca lá e quando chegar em casa põe na lixeira. “Ah, mas dá trabalho”. Oras! Claro que dá. Porém não é porque está na rua que pode tudo.

Por mais que não exista lei para punir os sujões, o que é um absurdo criar lei para isso, não chega as que existem e não são cumpridas porque falta fiscalização. Até quando os cofres públicos terão que arcar com uma responsabilidade que é do cidadão?

Primavera do Leste é uma cidade diferenciada e a população precisa compreender que deve agir fazendo jus a sua fama. Não somente no centro, mas nos bairros.

Se ninguém gosta de viver sujo. Deve no mínimo zelar para que ele esteja em ordem, e também contribuir, não apenas reclamar e esperar que o poder público limpe.

Agora é a vez da população fazer a sua parte.

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz