propaganda

EDITORIAL /

Quarta-feira, 11 de Janeiro de 2017, 15h:35

A | A | A

Água mais cara:

Primaverense faria questão de pagar a mais por um atendimento condizente com as taxas


Reprodução/TV Globo
Imagem de Capa

Como é de praxe depois das festas de final e início de ano vem as notícias de reajuste. E ontem, como publicado em O Diário, a empresa concessionária de água e esgoto anunciou aumento gradativo por quatro meses que no final custarão ao consumidor 12,22% a mais no final do mês. 

Aumento nas contas básicas sempre compromete a renda familiar. E em época de crise. Pior ainda. A empresa justificou que medida visa resguardar a qualidade dos serviços prestados e a capacidade de investimentos da concessionária. A autorização para o reajuste foi dada através de Decreto assinado no final de 2016 pela gestão passada.

No entanto, frequentemente publicamos reclamações de consumidores a respeito de serviços e do atendimento quando estes se dirigem até a empresa para solucionar pendências.

A reportagem explica também que no último ano o reajuste não foi repassado ao consumidor tendo como base a variação do IGP-M.

Bem, sabemos que é uma prática comum o aumento nos valores. A empresa precisa sustentar toda a engrenagem de funcionamento para continuar investindo em melhorias.

Por outro lado a população merece um serviço condizente com o preço que paga. Nas redes interativas de O Diário e Cliquef5 todas as semanas há reclamações de algun tipo de serviço prestado pela empresa. Que as pessoas buscam contato, mas que o atendimento nem sempre é feito de maneira satisfatória.

Para qualquer empresa que presta serviço a comunidade o bom atendimento deveria ser o carro chefe. E sendo ele de uma necessidade prioritária como é a água, mais ainda.

Mesmo com as contas apertadas o primaverense faria questão de pagar a mais por um serviço bem feito, com atendimento condizente com as taxas religiosamente pagas. Com rapidez e eficiência.

E para isso a empresa também deve investir esse aumento que vai pesar na conta das famílias todos os meses em cursos de aperfeiçoamento para os funcionários, treinar os recursos humanos, valorizar o funcionário para que ele possa atender melhor as pessoas que precisam. Não investir apenas em tecnologias, canos e equipamentos.

E a população precisa aprender a participar mais das decisões e não apenas reclamar quando elas são anunciadas. Pois, o aumento foi autorizado pelo Conselho Municipal de Saneamento Básico, esses conselhos são formados por pessoas representantes de diversos segmentos da sociedade. Mas via de regra brasileira, poucos participam ativamente ou ouvem seus pares antes de decidir.

O reajuste está aprovado e irá acontecer. Mas a comunidade primaverense merece também a contrapartida que é a melhoria nos serviços prestados.

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz