propaganda

SAÚDE /

Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020, 06h:30

A | A | A

Quatro médicos de Primavera estão afastados por Covid-19

Desde o início da pandemia um médico morreu e outro pediu demissão


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Quatro médicos da Atenção Primária à Saúde em Primavera do Leste estão afastados por consequência da Covid-19 em Primavera do Leste. A falta destes profissionais tem refletido no atendimento à população que busca os Estratégia da Saúde da Família - ESF, para consultas de rotina, ou para atendimentos não relacionados ao Coronavírus.

 

Ainda conforme a Secretaria Municipal de Saúde, desde o início da pandemia, um médico morreu e outro pediu demissão, e esses profissionais só podem ser substituídos mediante convocação por concurso público, já que eram funcionários efetivos.

As informações foram repassadas a equipe de reportagem do Jornal O Diário, após questionarmos a Secretaria de Saúde, em relação a falta de profissionais no ESF-1 – São José e no ESF-8 - Castelândia/Pioneiro. Nossa equipe de reportagem foi procurada por um morador, que disse o seguinte: “Gostaria que vocês questionassem a secretária de saúde, a respeito do PSF (posto de saúde São José), que atende a região do São José/Santa Clara/Jardim Progresso, Milano e Cristo Rei. Estamos sem médico e sem previsão para marcar consultas. Eles pelo menos deveriam agendar as crianças e idosos ou disponibilizar outra unidade de saúde, para irmos consultar. Pagamos impostos altos para o município e queremos pelo menos médicos e agendamento para consulta”, ressaltou Pedro, morador da região.

Uma outra reclamação veio do morador do pioneiro. “Tinha consulta marcada, cheguei lá e não tinha médico, ninguém me avisou que não tinha médico, e ainda não remarcaram a minha consulta”, frisou Júlio.

Por meio de nota a Secretaria de Saúde informou, que os médicos das referidas unidades se afastaram de suas atividades laborais por motivos de licença médica. “Em cumprimento do protocolo de enfrentamento à COVID-19, muitos profissionais com sintomas ou positivados para coronavírus têm se afastado para garantir a segurança dos pacientes e demais membros das equipes”.

A nota explica ainda, que embora as unidades citadas estejam temporariamente sem médicos, no período das 7h às 11h e das 13h às 17h, outros médicos estão atendendo nas unidades em outros horários, porém, este atendimento é para casos de início de sintomas de síndromes gripais ou casos confirmados de COVID-19.

Em relação as consultas de rotina, a nota informou que “os pacientes que passam por avaliação de enfermagem e que necessitam de avaliação médica estão sendo direcionados para atendimentos em outras unidades, e as consultas eletivas - que não necessitam de intervenção médica imediata - estão sendo reagendadas.

 

5 PROFISSIONAIS DA SAÚDE DE PRIMAVERA MORRERAM DE COVID–19

profissionais saúde covid.jpg

 

Na linha de frente de combate ao novo coronavírus, profissionais de saúde são os heróis de jaleco, mas também estão entre as vítimas da doença no Estado. São médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem entre outros. Entre atuantes e aposentados, cinco morreram em Primavera do Leste, em decorrência da Covid-19.

As primeiras mortes entre os profissionais de saúde na cidade, ocorreram em junho, José dos Santos, 67 anos e Joselita dos Santos, 65 anos, morreram nos dias 13 e 17 de junho, respectivamente. Servidores municipais aposentados, José e Joselita eram irmãos e dedicaram a vida ao serviço da saúde municipal. José trabalhou em diversas unidades de saúde é era muito lembrado pelo trabalho desempenhado no antigo Pronto Atendimento Municipal – PAM. Joselita era técnica de enfermagem também aposentada pelo município.

Em julho, o médico Marcel Baracat, 39 anos, perdeu a luta para a doença. Ele atuava em Primavera do Leste na Estratégia de Saúde da Família – ESF-8 do bairro Pioneiro.

O técnico de enfermagem Keldiston Kelps da Silva Farias Oliveira de 22 anos, também foi uma das vítimas.  O profissional trabalhava na Estratégia de Saúde da Família do Jardim Luciana e era plantonista na Unidade de Pronto Atendimento – UPA de Primavera do Leste. Ele é o profissional mais jovem a morrer em decorrência da doença no estado de Mato Grosso.

Em agosto a agente comunitária de saúde, Silvana Nardes, 43 anos, também morreu de Covid-19. Ela trabalhava no ESF II, no bairro Centro Leste.

 

MATO GROSSO

Na região Centro-Oeste, Mato Grosso é o estado que tem maior número de mortes e o segundo com mais casos registrados entre profissionais de saúde. O estado é o sexto com maior número de mortes destes profissionais. Em todo estado já morrem 35 profissionais de saúde.

A Assembleia Legislativa aprovou, há pouco, o Projeto de Lei do governo de Mato Grosso que propõe adicional aos servidores da Saúde que atuam na linha de frente das unidades hospitalares que atendem casos de Coronavírus. A compensação, só tem validade enquanto durar o estado de calamidade pública decorrente da pandemia.

 

BRASIL

O Brasil é recordista mundial em número de casos e óbitos de profissionais de saúde. Enquanto os Estados Unidos e a Itália, juntos, registraram em agosto 204 mortes de enfermeiros, aqui já haviam morrido 376.

No país, 49,2% dos profissionais da saúde que morreu em razão do novo coronavírus são da Enfermagem. Dados do Conselho Federal de Enfermagem mostram que 1.116.197 de trabalhadores da saúde foram infectados

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Caso a vacina para a Covid-19 seja liberada no Brasil, você pretende tomar?
Sim, se for a Chinesa
Sim, se for a Russa
Sim, se fosse outra
Nem pensar
Não tenho opinião formada sobre o assunto