propaganda

VACINA COVID /

Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020, 14h:19

A | A | A

MT tem dinheiro para pagar vacina se Bolsonaro não mandar

Governador argumenta que espera que vacinas contra covid-19 sejam enviadas pelo Governo Federal, mas que o Estado está preparado financeiramente caso não receba as doses


Imagem de Capa
REPORTER MT

Sem querer criar polêmica com o presidente Jair Bolsonaro, como acontece com João Dória, que governa o Estado de São Paulo, o governador Mauro Mendes (DEM) disse acreditar que a vacina para imunização da covid-19  vai chegar e será disponível dentro do Plano Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde.

“Se o Governo Federal não comprar, com certeza o Governo de Mato Grosso vai ter o recurso para comprar", garantiu Mauro ao lembrar que quem conduz é o Ministério e o ministro da Saúde, Eduardo Pazzuelo, se predispôs e falou isso a todos os governadores numa audiência via conferência com eles.

Esse reunião, de Pazzuelo com todos os governadores de Estado, que o governador participou, ocorreu pouco antes do ministro anunciar que as primeiras doses da Coronavac, a vacina produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac, comerçariam a ser distribuidas em janeiro de 2021, mas foi desautorizado pelo presidente Jair Bolsonaro.

O secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo falou que a convicção do Governo de Mato Grosso é para que o Estado não precise comprar a vacina, pois do contrário terão de pensar e repensar nessa questão. “Nem todos os estados têm condição financeira para bancar uma operação dessa natureza", assinalou.

De acordo com Gilberto, o Plano Nacional de Imunização preconiza a obrigatoriedade do Governo Federal para suprir as necessidades do país. "Então, quero crer que tão logo tenhamos uma vacina disponível o Ministério da Saúde fará as aquisições e a distribuição para todos os estados”, finalizou.

 

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Caso a vacina para a Covid-19 seja liberada no Brasil, você pretende tomar?
Sim, se for a Chinesa
Sim, se for a Russa
Sim, se fosse outra
Nem pensar
Não tenho opinião formada sobre o assunto