AUXÍLIO /

Terça-feira, 09 de Junho de 2020, 06h:30

A | A | A

Mais de 26 mil pessoas receberam o Auxílio Emergencial em Primavera do Leste e Campo Verde

Em dois meses foram depositados pouco mais de R$ 19 milhões nas contas de pessoas que moram nas duas cidades


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Desde sexta-feira (05), o Portal da Transparência do Governo Federal disponibilizou a lista de beneficiários que receberam o auxílio emergencial com pagamentos e parcelas. De acordo com pesquisa feita pelo Jornal O Diário, nos dois meses em que o auxílio já foi pago, 17.100 primaverenses foram beneficiados, em Campo Verde foram 9.400.

 

Em relação a soma de valores, de acordo com o portal da transparência, para Primavera do Leste foram destinados quase R$ 12,5 milhões e para Campo Verde foram um pouco mais que R$ 6 milhões.

A página permite conferir as mais de 53 milhões de pessoas beneficiadas, com filtros por estado, município e mês. Quem acessar o portal também pode consultar um beneficiário específico por nome, CPF e Número de Identificação Social (NIS). Os beneficiários do programa do Bolsa Família também podem consultar as informações a partir de familiares.

A consulta é permitida de acordo com as regras definidas na legislação e conta com três grupos: Bolsa Família, Inscritos no Cadastro Único, Não Inscritos no Cadastro Único.

Os dados detalham um valor de R$ 38,1 bilhões em recursos do Governo Federal e serão atualizados mensalmente no Portal da Transparência.

 

DENÚNCIAS CONTRA FRAUDES

No portal, o cidadão terá a possibilidade de enviar denúncias sobre fraudes nos pagamentos do auxílio. No detalhamento de cada beneficiário está disponível um link que o direciona para uma denúncia que vai direto para o Ministério da Cidadania.

 

SAIBA QUEM PODE RECEBER O AUXÍLIO EMERGENCIAL

O projeto altera uma lei de 1993, que trata da organização da assistência social no país. De acordo com o texto, durante o período de três meses será concedido auxílio emergencial de R$ 600 ao trabalhador que cumpra, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos: seja maior de 18 anos; não tenha emprego formal; não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o bolsa-família; a renda mensal per capita seja de até meio salário mínimo ou a renda familiar mensal total seja de até três salários; que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

O auxílio vai ser cortado caso aconteça o descumprimento dos requisitos acima. O texto também deixa claro que o trabalhador deve exercer atividade na condição de: microempreendedor individual (MEI); ou contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria; ou trabalhador informal, seja empregado ou autônomo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020, ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima.

A proposta estabelece que apenas duas pessoas da mesma família poderão receber cumulativamente o auxílio emergencial e o benefício do Bolsa Família, podendo ser substituído temporariamente o benefício do Bolsa Família pelo auxílio emergencial, caso o valor da ajuda seja mais vantajosa para o beneficiário. A trabalhadora informa, chefe de família, vai receber R$ 1.200.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz