COMITIVA /

Quinta-feira, 31 de Outubro de 2019, 08h:48

A | A | A

Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso realiza visita técnica em Primavera do Leste

Índices de criminalidade do 11º CR apresentam redução e instituição reconhece esforço dos servidores da segurança pública


Carregando fotos
Pérsio Souza

Há quase cinco anos Primavera do Leste não recebia a visita da comitiva do Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso, afim de alinhar os procedimentos técnicos, administrativos e operacionais. Os encontros que houveram anteriormente foram pontuais e em situações específicas. Na quarta-feira (30), o 11º Comando Regional recebeu o coronel Jonildo José de Assis, quem representa a instituição a nível estadual, e representantes do Setor de Planejamento Operacional e Estatística (SPOE), Comunicação Social, Gestão de Pessoas, Corregedoria Geral e Superintendência de Apoio, Logística e Patrimônio.

Além da visita técnica, a vinda da comitiva a Primavera teve também como intuito aproximar o alto comando da PM com os militares locais, que na avaliação do coronel Assis, estes realizam um excelente trabalho no 11º CR. “Nosso trabalho é árduo, mas estamos conseguindo controlar os índices de criminalidade. Temos excelente resultados em redução de homicídios, roubos e furtos em todo o Estado”, explica. 

Na Região Integrada de Segurança Pública de Primavera do Leste (RISP 11) fazem parte os municípios de Primavera do Leste, Campo Verde, Santo Antônio do Leste, Gaúcha do Norte, Paranatinga e Poxoréu. Nesta jurisdição houve redução de 37% do número de homicídios comparado a 2018.

Conforme o comandante da PM de Mato Grosso, o 11º CR é muito estratégico, uma vez que está presente em uma área pujante e produtiva. Apesar da unidade apresentar índices relevantes à baixa criminalidade, o coronel reconhece a necessidade mais investimentos. “É necessário melhorias na gestão de recursos humanos e equipamentos, mas isso são soluções a médio e longo prazo. Temos excelentes índices aqui, nossos policiais são muito comprometidos com o serviço público, atuam de maneira enérgica e dura contra o crime, e em proteção ao cidadão”, destaca.

Para a comandante do 11º CR, coronel Francyanne Siqueira, a visita de orientação da comitiva era um anseio de todos, pois facilitam operacionalmente e administrativamente. Além disto, é o momento para apresentar qual a realidade da unidade e quais as reivindicações.

Segundo Francyanne, houve redução de efetivo devido à Reforma da Previdência, o que causou uma defasagem no número de militares no CR. “Apesar de termos reduções de criminalidade, o número de efetivo e viaturas são as principais dificuldades para podermos exercer um trabalho mais eficiente”, ressalta.

Nas regras atuais, o tempo mínimo de serviço de militar ativo é de 30 anos. Além disso, a idade limite de transferência para a reserva varia de 44 anos até 66 anos dependendo do posto.

Com a reforma, o tempo mínimo de atividade passa para 35 anos. Ainda, a idade limite de transferência para a reserva passaria a variar entre 50 e 70 anos dependendo da graduação. O que justifica o desligamento de alguns militares da instituição.

Em relação à possibilidade de novos concursos à PM, o comandante Geral justifica que a situação financeira do Estado ainda é delicada e que o governador Mauro Mendes tem trabalhado para mudar essa realidade, mas afirma que assim que Mato Grosso voltar aos ‘eixos’, as propostas serão apresentadas à equipe econômica.

 

REDUÇÃO NOS ÍNDICES

O trabalho integrado entre as forças de segurança resultou na redução de 32% nos índices de homicídio na RISP 11. De janeiro a setembro de 2019, foram 32 assassinatos contra 51 mortes em 2018.

Conforme dados contabilizados pelo O Diário, somente neste ano 17 pessoas foram assassinadas em Primavera do Leste.

 

TRÂNSITO É UM DOS MAIORES PROBLEMAS

Os índices de criminalidade (homicídio, latrocínio, roubo e furto) apresentaram redução na RISP 11, no entanto, o trânsito ainda é um problema de segurança pública. No final de setembro foi realizada a Operação Salutem que teve como objetivo a fiscalização de veículos.

Na época, a coronel Francyanne explicou que Primavera do Leste foi escolhida para o lançamento da ação devido aos altos índices de infrações e acidentes de trânsito. De janeiro a agosto deste ano, 127 pessoas sofreram acidentes de trânsito e outras cinco perderam a vida no município.

“Uso de celulares no volante é constante, a maioria dos acidentes envolve motoristas embriagados, não usam o cinto de segurança. O desrespeito às leis de trânsito é um problema grave aqui em nossa cidade”, destacou a coronel.

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Com decisão do STF, cinco mil presos podem ser beneficiados

No Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP), do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), consta que há 190 mil presos já sentenciados, porém, sem trânsito em julgado. Segundo o CNJ, é incorreto afirmar que estes serão beneficiados de liberdade.

Feminicídio pode se tornar crime imprescritível

Somente neste ano, em Primavera do Leste, quatro mulheres foram assassinadas de forma brutal

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz