PESQUISA /

Segunda-feira, 28 de Outubro de 2019, 08h:09

A | A | A

CNT avalia que rodovias que cortam Primavera são boas

BR 070 e MT 130 tiveram critérios de pavimentação, sinalização e geometria avaliados


Imagem de Capa
Pérsio Souza

A  Confederação Nacional dos Transportes (CNT) considerou que as duas rodovias que cortam Primavera do Leste, a MT-130 e BR-070, são consideradas em boas condições, é o que revela a pesquisa anual divulgada nesta semana. Ao total, a instituição percorreu por 928 quilômetros nestas vias e analisou a pavimentação, sinalização e geometria.

A MT-130 e BR-070 compreendem aos 23 trechos de Mato Grosso percorridos pela CNT. Foi avaliada a extensão de 5.474 km de todo o Estado, sendo que apenas 1.558 km são considerados ótimos e 826 km estão entre ruim e péssimo. O restante está classificado como bom ou regular.

A MT-130 possui uma extensão de 700 km, no entanto, a avaliação que classificou a rodovia como boa compreende apenas 111 km. O pavimento e geometria foram considerados bons, já a sinalização é avaliada como ótima.

A BR-070 tem pouco mais de 1.300 km e destes, foram avaliados 817 km. A pavimentação e sinalização foram consideradas boas. Já a geometria foi classificada como regular.

Recentemente, a BR-070, no perímetro urbano de Primavera do Leste, passou por obras e foi duplicada. O trecho foi de pouco mais de 500 metros sentido Barra do Garças. O investimento anunciado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit) foi de R$ 3,73 milhões.

A MT-130 está alocada em dois trechos. Entre Rondonópolis e Primavera, no qual os 110 km são concessionados pela Morro da Mesa. Já o trecho de 140,6 quilômetros da rodovia, entre Primavera e Paranatinga, deve ser pedagiado. Duas audiências públicas já foram realizadas para discutir sobre a concessão da rodovia. A Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) estima um investimento de R$ 100 milhões no trecho que deverá contar com duas praças de pedágio, com valor médio a R$ 8,08.

A Pesquisa CNT de Rodovias tem como objetivo avaliar as características e condições das rodovias pavimentadas brasileiras que afetam, de forma direta ou indireta, o desempenho e a segurança dos usuários do sistema rodoviário nacional.

fethab arrecada R$ 1 bi, mas 8 estradas de mt são consideras péssimas ou ruins

Ao levar em consideração a classificação dos estados brasileiros, as rodovias em Mato Grosso são avaliadas acima da média do país que possui 34,6% das vias regulares, enquanto o Estado possui 50,4%.

Considerando o estado geral das vias, baseado na pesquisa divulgada, 8 das 23 rodovias estaduais avaliadas foram classificadas como ruins ou péssimas. São elas: MT-100, MT-208, MT-240, MT-246, MT-320, MT-343, MT-358 e MT-483, que apresentam péssimas condições tanto de pavimento, quanto de sinalização e geometria da via.

O fato das rodovias estarem classificadas como ruins ou péssimas é questionado, pois são inúmeros os impostos cobrados pelo governo na produção agrícola do Estado, entre eles destacam-se, Fethab, Fethab 1 e Fethab Milho.

Do começo do ano até aqui, o Fethab já arrecadou R$ 1.619.133.274,97, conforme consta no Portal da Transparência. O montante é 49% superior à arrecadação prevista para o período.

RODOVIAS APRESENTAM PIORA NO BRASIL 

Em 2019, um total de 108.863 quilômetros de rodovias foram avaliados pela CNT em todo o país. Desse total, 64.198 quilômetros (59%) apresentam algum tipo de problema no Estado Geral, sendo classificados como Regular 37.628 quilômetros, Ruim 19.039 quilômetros e Péssimo 7.531 km. Para a avaliação do Estado Geral, é feita a análise conjunta das características do Pavimento, da Sinalização e da Geometria da via.

Em contexto geral, a CNT avalia que a qualidade das rodovias brasileiras piorou no último ano. O estudo constata piora nas condições das características observadas. O estado geral apresenta problemas em 59% da extensão dos trechos avaliados. Em 2018, o percentual foi 57%. Também está pior a situação do pavimento (52,4% com problema), da sinalização (48,1%) e da geometria da via (76,3%). No ano passado, a avaliação foi 50,9%, 44,7% e 75,7% com problemas, respectivamente.

Segundo o estudo divulgado, as condições das rodovias impactam diretamente nos custos do transporte. Neste ano, estima-se que, na média nacional, as inadequações do pavimento resultaram em uma elevação do custo operacional do transporte em torno de 28,5%, sendo que o maior índice foi registrado na região Norte (+ de 38,5%). Transporte mais caro significa produtos mais caros e menor.

Dos pouco mais de 108 mil quilômetros avaliados pelo CNT, foi verificado que um item essencial para a segurança, principalmente em situações de emergência, o acostamento, não consta em 45,5% da extensão total avaliada.

 

TRANSPORTE É UM DOS PILARES BÁSICOS PARA O DESENVOLVIMENTO

 

A CNT atua ativamente para que o setor do transporte se fortaleça e avance de forma estratégica e sustentável. A instituição considera este setor como um dos pilares básicos do desenvolvimento do país.

Pautada pelos ideais de inovação, excelência e sustentabilidade, a CNT defende os interesses do setor, produz informação e conhecimento e realiza projetos voltados a apoiar a gestão dos negócios e o desenvolvimento da atividade transportadora no país.

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

Radares da BR-070 começam a funcionar

Em Primavera do Leste são 07 aparelhos espalhados por aproximadamente 10 quilômetros

MP da liberdade econômica permite que comércio abra nos feriados

Aciple recomenda que comerciante analise se compensa e que cumpra com leis trabalhistas

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a privatização da MT 130 sentido Paranatinga?
A favor
Contra
Tanto faz