Saúde /

Terça-feira, 13 de Agosto de 2019, 10h:30

A | A | A

Após dor intensa, jovem é diagnosticada com câncer e tem perna direita amputada

Aos 22 anos, Bernadette Hagans, que vive em Belfast, capital da Irlanda do Norte, começou a sentir uma pontada na perna direita, mas achou que tinha...


Imagem de Capa

Aos 22 anos, Bernadette Hagans, que vive em Belfast, capital da Irlanda do Norte, começou a sentir uma pontada na perna direita, mas achou que tinha acabado de batê-la em uma caixa enquanto se mudava para seu novo apartamento. No entanto, meses depois, a dor piorou e, enquanto esfregava a perna, notou um pequeno caroço do tamanho de uma ervilha.

Leia também: Mulher cria perfil no Instagram para esqueleto de seu pé amputado

Mulher que teve perna amputada arrow-options
Reprodução/Instagram/bernadettehagans
Bernadette foi diagnosticada com um câncer raro e, para continuar vivendo, precisou que a perna direita fosse amputada

Diante da situação, a jovem agendou uma consulta médica em janeiro de 2018, mas foi diagnosticada com um nódulo de gordura inofensivo. Quando a dor na perna ficou cada vez pior, ela foi encaminhada para o hospital para realizar exames. Assim que os resultados chegaram, ela foi informada que estava com sarcoma, um raro e agressivo tipo de câncer. 

Por conta da doença, ela precisaria amputar sua perna direita a partir da região do joelho para impedir sua disseminação ou poderia morrer. De acordo com o The Sun, os primeiros sintomas começaram a aparecer em agosto de 2017. “Alguns dias, pareceria que eu estava sendo esfaqueada na perna”, diz. “Eu sentia como se meu osso fosse estalar”, completa. 

Em maio de 2018, Bernadette foi encaminhada ao Musgrave Park Hospital, onde passou por diversos exames ao longo dos meses. Foi então que, em agosto do ano passado, ela foi chamada para uma consulta urgente. “A enfermeira pegou minha mão e perguntou se tinha alguém comigo. Foi quando eu soube que deveria ser ruim”, destaca. 

Leia também: Paisagista britânico é obrigado a amputar a perna após ser picado por uma aranha

“Os médicos e ela perguntaram se poderiam ligar para meus pais, mas pedi que me contassem o que estava acontecendo. Eles explicaram que eu tinha sarcoma sinovial. Normalmente, eles tentam cortar o tumor, mas ele está enrolado em volta dos meus vasos sanguíneos e nervos. A única opção era amputar minha perna”, diz.

"Eu pareço louca, mas sempre fui uma pessoa positiva"

A jovem lembra que os profissionais olharam para ela esperando sua reação, que foi apenas sorrir e fazer uma piada. “Eles não conseguiam acreditar que eu tinha aceitado. Acharam que eu ficaria em choque”, aponta Bernadette, que logo foi apresentada para um especialista em prótese, que lhe disse que iria criar uma para ela logo após a cirurgia. 

“Eu pareço louca, mas sempre fui uma pessoa positiva. Eu realmente não fiquei tão chateada. Há tantas pessoas lá fora piores que eu. Até crianças com câncer . Eu já tinha 22 bons anos. Se fosse minha perna ou minha vida, então eles poderiam pegar a minha perna. A enfermeira ainda estava preocupada e me fazendo prometer ir direto para casa contar aos meus pais”, relata.

Amputação da perna

Mulher tem perna amputada arrow-options
Reprodução/Instagram/bernadettehagans
Jovem dá detalhes da amputação da perna e conta que, após o procedimento cirúrgico, fez algumas brincadeiras

Em outubro do ano passado, época de Dia das Bruxas, ela passou pela cirurgia para a remoção do membro. “Seis horas depois, acordei e olhei para baixo da cama. Em vez de dois pés de meias listradas, havia apenas um”, conta. “Traga-me um pouco de sangue falso e eu tenho a fantasia perfeita de Halloween”, brincou ao falar com a mãe. 

Depois de passar alguns meses na cadeira de rodas, Bernadette recebeu uma perna protética e surpreendeu seus fisioterapeutas ao aprender a andar novamente em apenas 10 dias. Exames mostraram que ela está livre do câncer, então a jovem decidiu não fazer mais nenhum tratamento.

“Quimioterapia por precaução significaria meses de mais visitas hospitalares. Eu só queria continuar com a minha vida”, relembra. “Eu decidi que não fazia sentido esconder minha deficiência, então logo voltei a usar vestidos e deixar a prótese em exposição. Eu carreguei uma bengala. Não queria ser derrubada em um bar movimentado”, destaca.

Inspiração para outras pessoas

Em fevereiro deste ano, a jovem viu uma publicação no Facebook de uma agência de modelos chamada Zebedee que pedia para pessoas com deficiência entrassem em contato. “Eu nunca pensei em mim como modelo. Na verdade, sou bastante tímida. Além disso, tenho apenas 1,53 cm de altura, nada bom para a passarela”, destaca.

“Mas agora que eu perdi minha perna, minha altura não importa mais”, completa. “Deixei uma mensagem para a agência: ‘Se eu puder ajudar outros amputados, valeria a pena’. Eu não esperava receber resposta, mas no dia seguinte recebi um telefonema convidando-me a viajar para Londres para uma sessão de fotos”, ressalta. 

Agora, Bernadette assinou um contrato com a Zebedee. “Eu quero inspirar outros amputados”, afirma. “Os médicos me disseram que era minha perna ou minha vida, então foi simples”, finaliza.

O que é sarcoma sinovial, câncer que afetou a jovem?

Segundo informações do site Sarcoma UK , o sarcoma sinovial é uma forma de câncer que se desenvolve nas células em torno de articulações e tendões e tende a afetar jovens adultos. Ele pode ocorrer em qualquer parte do corpo, mas geralmente perto do joelho.

Os sintomas podem variar dependendo do tamanho e localização do tumor, mas a doença tende a ser um nódulo ou inchaço nos tecidos moles do corpo sob a pele, especialmente no braço, perna ou tronco. Pode aumentar de tamanho, tornar-se maior que cinco cm e e, em geral, é doloroso.

Leia também: Pai descobre que dor no ombro é câncer raro e faz livro de memórias para filha

Quanto mais cedo o sarcoma for diagnosticado, melhores serão as chances de sucesso do tratamento. Para diagnosticar a doença, o médico fazer um exame físico ou de imagens. Uma biópsia também pode ser necessária. Ao identificar o estágio do câncer, o médico irá verificar qual o melhor tratamento para cada paciente. 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.