Mato Grosso /

Terça-feira, 17 de Julho de 2018, 16h:47

A | A | A

CGE reforça orientações sobre vedações de publicidade

Como a comunicação institucional é uma das áreas mais impactadas pelas vedações da legislação eleitoral aos agentes públicos, a Controladoria...


Imagem de Capa

Como a comunicação institucional é uma das áreas mais impactadas pelas vedações da legislação eleitoral aos agentes públicos, a Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) emitiu a Orientação Técnica n. 06/2018 às secretarias do Poder Executivo do Estado de Mato Grosso para reforçar as providências que devem ser adotadas quanto à suspensão de publicidade no período eleitoral. Entre as providências estão a retirada ou ocultação da marca do Governo Estadual das placas de obras, dos sites oficiais e de qualquer bem público.

O material traz também orientações acerca de situações práticas objetos de recorrentes consultas das secretarias à CGE. Uma delas é que não existe vedação para realização de eventos do tipo feiras, exposições, etc. O que é proibido é a publicidade desses eventos (exibição da marca do Governo Estadual, distribuição de material institucional etc). Outra questão é que material técnico pode ser distribuído desde que oculte a marca do Governo Estadual e não contenha nome de autoridades ou menção às suas realizações.

Na orientação técnica, a CGE explica que de 7 de julho até o dia da eleição no primeiro turno (7 de outubro de 2018) ou no segundo turno (28 de outubro de 2018), se houver, está vedada a publicidade institucional de atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos ou das respectivas entidades da administração indireta.

Mas há exceções, ou seja, até 7 de outubro (ou até 28 de outubro, na hipótese de haver segundo turno), só podem ser realizadas a publicidade legal (de balanços, atas, editais, decisões, avisos e de outras informações dos órgãos, com o objetivo de atender a prescrições legais) e a propaganda de produtos e serviços que tenham concorrência no mercado.

“A publicidade institucional poderá ser praticada apenas em caso de grave e urgente necessidade pública, desde que a gravidade e a urgência sejam previamente reconhecidas e autorizadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT)”, adverte a Controladoria.

Nesse caso, a CGE orienta os órgãos que a demanda seja remetida ao Gabinete de Comunicação (Gcom), com pedido de encaminhamento ao TRE para autorização da veiculação. As demandas a serem enviadas ao Gcom devem conter, no mínimo: informações que demonstrem clara e objetivamente a grave e urgente necessidade pública da publicidade a ser realizada; o respectivo material de publicidade, sob a forma de roteiro, leiaute, story-board ou, quando for o caso, de exemplar da peça.

Este é o quarto trabalho produzido em 2018 pela CGE com orientações aos agentes públicos acerca das vedações eleitorais. O primeiro foi uma cartilha com orientações gerais sobre as proibições. O segundo trabalho foi uma orientação técnica sobre a vedação de transferência voluntária de recursos públicos entre os entes da Federação nos três meses que antecedem a eleição. O terceiro material foi uma consolidação de perguntas frequentes e respostas sobre as vedações no período eleitoral.

Confira abaixo os quatro trabalhos:

Cartilha de Orientação aos Agentes Públicos do Estado de Mato Grosso – Eleições 2018

Orientação Técnica n. 05/2018/CGE

Perguntas e Respostas – Vedações Eleitorais

Orientação Técnica n. 06/2018/CGE

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

26/06 - Em cerimônia pontuada por bom gosto e emoção na Igreja Matriz, Thayara Rodrigues & Duan Pilonetto receberam a bênção matrimonial no último sábado, 22. Impecavelmente vestida pelo estilista mais famoso do Brasil, Lucas Anderi, a noiva emocionou os convidados logo antes da sua entrada com depoimento para o noivo. Já ele usava um terno Camargo, sendo que o estilista fez questão de colocá-lo em suas redes sociais. Com um flashmob feito pela Musique Casamentos, cantores e violinos surgiam entre os convidados enquanto as alianças eram conduzidas pela avó da noiva ao altar. Queima de fogos iluminaram a noite ao final da cerimônia religiosa. O salão do Centro de Eventos Primacredi foi transformado com suntuosa decoração por Anna Carolina para receber o em torno de 500 convidados para a celebração da boda. O buffet sempre agradável de Dulce Aguiar, (Roo) servia de volantes como as panelinhas quentes até um buffet de comida japonesa requintado, na ímpar noite que foi adoçada pelas receitas de Claudete Zandoná. A animação da festa ficou a cargo da Banda Bis de Cuiabá, além do receptivo da Musique com apresentação do Brass Live durante a festa que foi até as 6 da manhã. Um dos pontos altos da noite foi a surpresa feita pelos padrinhos que interromperam o final da apresentação dos noivos, surpreendendo com todas as músicas que os recém casados gostam e fazendo a festa já pegar fogo, mais uma das brilhantes ideias do Cerimonial Fabiano Fernandez que produziu e atendeu todo o evento com a mesma maestria de sempre, já conhecida e aprovada. Confira mais flashes by Marcello Holanda . Fotos oficiais Fares Rames.

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.