Carros /

Terça-feira, 05 de Novembro de 2019, 16h:30

A | A | A

Por que o Chevrolet Onix Plus agradou tanto?

arrow-options Divulgação Novo Chevrolet Onix Plus reflete o amadurecimento do que antes foi Prisma. Com isso, o seu segmento se eleva A grande notícia...


Imagem de Capa
Chevrolet Onix arrow-options
Divulgação
Novo Chevrolet Onix Plus reflete o amadurecimento do que antes foi Prisma. Com isso, o seu segmento se eleva

A grande notícia desta primavera brasileira foi o sucesso estrondoso do Chevrolet Onix Plus. O carro fez uma estreia espetacular, vendendo 7.140 unidades em outubro. Número suficiente para desbancar até mesmo o novo Toyota Corolla, que também brilhou e atingiu 6.211 vendas. De alguma forma, os novos sedãs da GM e da Toyota roubaram a cena no filme do mercado, que sempre traz um hatch ou um SUV como ator principal.

LEIA MAIS: Os três pecados capitais do Fiat Cronos

Mas vamos falar só do Chevrolet Onix Plus porque o sucesso do Corolla também está relacionado ao fato de oferecer uma versão híbrida com o mesmo preço da versão topo de linha com motor a combustão. O Onix Plus nem precisou de tanto. Bastou subir de categoria para se estabelecer rapidamente como um dos novos sonhos de consumo. Para tanto, a GM adotou três grandes novidades: carroceria de uma nova plataforma global, motor 1.0 turbo de três cilindros e modificação total do interior (painel, volante, bancos e conectividade).

Deu certo

Chevrolet Onix arrow-options
Divulgação
Novos equipamentos e melhor refinamento são duas das evoluções do modelo

O resultado foi uma carroceria maior e mais espaçosa, um comportamento dinâmico elogiável, baixo consumo de combustível com boa potência, alto nível de segurança, design mais elegante e conectividade superior, incluindo Wi-Fi a bordo. Ao dotar o Onix Plus desses atributos, a GM deu uma resposta convincente aos desejos imediatos do consumidor. Carro híbrido é uma coisa legal, mas ainda não faz parte dos sonhos do povão, pois é caro.

LEIA MAIS: Toyota Corolla, Etios e Yaris ficam mais acessíveis na revolução da mobilidade

O Onix Plus, não. Ele tem versões com preços entre R$ 58.790 a R$ 73.190, mas os preços das versões LT e LTZ foram mantidos! Isso sim é uma boa estratégia de mercado. Oferecer mais e cobrar o mesmo que antes. É fácil para o consumidor ver vantagem quando melhorias nos carros não são acompanhadas de aumentos de preços (o que é comum em quase todos os lançamentos). Alguns especialistas podem dizer em suas análises que “a GM está comprando participação de mercado”, mas só o fabricante sabe qual é o seu verdadeiro custo. Então, é válido e bom.

O novo motor 1.0 turbo de três cilindros substitui o antigo 1.4 aspirado. Sua vantagem é oferecer mais potência (116 cv) com baixo consumo (faz 15,7 km/l de gasolina). O torque é de 165 Nm. Além do novo motor turbinado e dos seis airbags em todas as versões, o Onix Plus Premier traz Wi-Fi a bordo, conectividade Android Auto/Apple CarPlay, câmera de ré, assistente de partida em subidas, controle eletrônico de estabilidade, além de ajuste de profundidade e altura. Para quem quiser opcional, tem até assistente de estacionamento.

LEIA MAIS: Fim de linha para o Chevrolet Cobalt, o sedã da ex-nova classe média

Na oferta de equipamentos, o Onix Plus, mesmo tendo menor porte, resgata a boa imagem que a GM deixou no passado com o Chevrolet Omega . Era um carro superior no começo dos anos 1990, como o Onix Plus pretende ser agora, em sua categoria. Essas coisas que vêm do passado não são tangíveis, mas são fortes e também determinam nossas atitudes do presente. Comprar este ou aquele carro é apenas um item da memória afetiva. E o brasileiro tem uma memória afetiva com sedãs da GM que vem desde o Chevrolet Opala .

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Too many connections