Greve e grave /

Quinta-feira, 15 de Outubro de 2015, 18h:17

A | A | A

Sem acordo com Governo, professores encerram greve

Continuarão fazendo reivindicações à universidade


Clique F5 - de 15/10/2015

...

A greve deste ano tornou-se a maior da história da UFMT e teve início em 28 de maio, totalizando 141 dias de paralisação. Cerca de 20 mil alunos permaneceram sem aulas durante o período.

A princípio, a solicitação de reajuste salarial da categoria era de 27% em parcela única, porém, o valor não foi atendido pelo Governo Federal.

De acordo com a assessoria de imprensa da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (Adufmat), apesar de finalizar a greve, a classe rejeitou todas as propostas feitas pelo Governo Federal, por considerá-las confisco salarial.

...

O Conselho irá definir o período de volta às aulas, considerando a oficialização do fim do movimento grevista, que ocorrerá nesta sexta-feira (16).

Na última segunda-feira (5), os técnicos administrativos da UFMT aprovaram o encerramento do movimento nacional de paralisação, e retornaram ao trabalho na quinta-feira (8).

...

__________________________________________________________________________________

 

Essas pessoas pobres são,

com respeito encimar.

Mais pobres ficarão,

se na lerdeza continuar.

 

Quem mais poderia se indignar,

com a falta de ensino que nos dão?

Quem mais poderia reclamar,

quando ocorre a putrefação?

 

Murilo Conti Vieira

 

15/10/2015

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!