EDITORIAL /

Quinta-feira, 09 de Março de 2017, 07h:43

A | A | A

Via sacra da homologação

Empregado e empregador devem ir até Rondonópolis, ou seja, andar 240 quilômetros pagar 4 pedágios (ida e volta), para assinar um documento.


Imagem de Capa
Da Redação

Este ano Primavera do Leste completa 31 anos, a cidade que está entre as 5 primeiras potências econômicas de Mato Grosso e cidade polo do agronegócio, parece ter sido esquecidas pelos governantes.
Na edição de ontem (08), publicamos que agora para realizar uma simples homologação de rescisão de contrato de trabalho, empregado e empregador devem ir até Rondonópolis, ou seja, andar 240 quilômetros pagar 4 pedágios (ida e volta), para assinar um documento.  A situação é nova, até o mês de fevereiro, os não representados por um sindicato faziam a homologação na Promotoria de Justiça, mas uma ação movida pelo coordenador do Ministério Público municipal e responsável pela Promotoria Civil, Sílvio Alessi, deu fim a esse tipo de trabalho por parte do órgão. Agora, a juíza diretora do Fórum estuda a possibilidade de delegar essa função ao juiz de paz João Ravanello. Sem representantes do Ministério do Trabalho, essa seria a única opção para solucionar o problema. Até lá, empregado e empregador devem pagar as despesas dos deslocamentos, essa pode ser uma via sacra diária, imagine, empresas e mais empresas, empregados e mais empregados indo diariamente para Rondonópolis, perdendo tempo e dinheiro com um problema que poderia ser resolvido aqui.
Cabe às classes se unirem e cobrar, cobrar dos vereadores do prefeito, do deputado que representa a cidade, do governo, ou de quem mais precisar. Se preciso for faça uma comitiva, encaminhe um ofício à juíza diretora do fórum de Primavera do Leste Patrícia Cristiane Moreira, que está analisando o pedido para que o Juiz de Paz faça as homologações, pois essa por enquanto é a única saída.

PREPARE-SE

 Uma empresa da cidade foi “estrear” as homologações em Rondonópolis, o atendimento estava marcado para as 14:00 mais as partes só foram atendidas ás 15:40, detalhe que não haviam filas quilométricas.
Na hora do acordo, o homologador não aceitou cheque, alegando que deveria ser administrativo emitido pelo banco (você deixa o dinheiro no banco e o banco emite o cheque visado), o pagamento  também pode ser  feito em dinheiro ou mediante depósito na conta do empregado. Vale salientar que no caso de o empregado ser analfabeto, o pagamento da rescisão só poderá ser feito em dinheiro.
Mas no caso da empresa citada, empregado e empregador devem retornar em outra data.
Um outro detalhe que deve ser levado em consideração é data, o prazo para homologação é de 10 dias, então assim que resolver demitir alguém, já ligue no Ministério do trabalho em Rondonópolis para agendar, caso contrário, se prepare para multas!!!

 

 

 

1 Comentário(s)
sem comentarios.....tudo no brasssiiillllzilllzillll tem que ser sem vergonha por favor não podemos trabalhar e ser corretos e honestos.......a começar pelos politicos que é so blablabla e nada resolvem sem roubar
enviado por: eu em 12/03/2017 às 13:19:24
0
 
0
responder

MAIS Primavera Do Leste

Sem sombra, não há invasão

É simples: cortam as árvores às margens da BR 070.

Árvores condenadas: risco no Centro de Primavera do Leste

Apesar de frondosas, não são apropriadas para estarem plantadas no canteiro central.

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

VANTAGEM

Conheça as vantagens oferecidas no CLUBE DO ASSINANTE DO O DIÁRIO

descontos em medicamentos, mensalidade de academias, compra de óculos, corrida de moto táxi, compra de gás de cozinha e até mesmo na conta do barzinho do final de semana. Esses são alguns dos benefícios oferecidos.

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.