EDITORIAL /

Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2017, 17h:42

A | A | A

Vereador deve servir o povo, não pagar suas contas

Ter votado em um dos 15 vereadores não dá o direito de exigir dele favores. Ora isso também é corrupção. Não é vender o voto, mas usar como barganha para benefício próprio.


Imagem de Capa

Você sabe para que serve um vereador? Qual a sua função junto a sociedade? Parece uma resposta fácil que muitos de nós achou a pergunta até infantil. Mas se analisarmos o que foi exposto na tribuna durante a sessão do Legislativo de Primavera do Leste muitos repensaremos nossas atitudes.

Que o vereador deve estar a serviço da comunidade. Ouvir reivindicações. Propor melhorias. Investigar atos do Executivo e acompanhar o que se passa no poder público. Isso todo mundo sabe. Nem todos fazem. Alguns só quando são oposição. Outros gostam do status e das viagens. Mas enfim, neste momento, vamos no deter também na postura do povo, que às vezes confunde.

O fato é o seguinte, na última segunda-feira, dois vereadores usaram a palavra para desabafar. Contando que a população vai até o gabinete do edil para pedir que eles paguem contas de água, luz, gás e até vale churrasco. Segundo a justificativa dos vereadores eles devem ser cobrados em ações que beneficiem a comunidade, não para solucionar problemas pessoais.

Ter votado em um dos 15 vereadores não dá o direito de exigir dele favores. Ora isso também é corrupção. Não é vender o voto, mas usar como barganha para benefício próprio.

Os vereadores não devem sentir-se constrangidos em dizer não. Afinal, quando um deles não faz bom uso do dinheiro público reclamamos. Não pode a pessoa acreditar que esta é a função dele. O vereador recebe o seu pagamento pelo trabalho que desempenha. E achamos muito. Mas daí a acreditar que a função dele é resolver questões nesse sentido é demais.

Pensando assim todos os primaverenses teriam direito que o vereador pagasse suas contas. O que serve para um deveria ser usado também pelos outros.

Isso é tentar levar vantagem. Está certo que não é fácil pagar as contas do mês, que ninguém está livre de ter dificuldades financeiras. Mas este não é o caminho.

Mas isso apenas acabará quando o Legislativo dar um basta nesses pedidos e investir em estar mais no meio da população. Mostrar o que na prática é a função deles. A Câmara deve ser um ambiente de debates, mas as sessões também devem acontecer no meio do povo.

Algumas Câmaras pelo país desenvolvem projetos como o Vereador por um dia, Vereador Mirim (voltado para jovens com eleições nas escolas e sessões com decisões semelhantes a dos adultos, onde cada vereador apadrinha uma criança e acompanha o trabalho dela), o Vereador nos Bairros (sessões itinerantes com pauta em assuntos da comunidade que sedia o encontro).

Quem sabe um projeto assim não ajude. Poderiam os vereadores que denunciaram a prática propor aos demais uma ação de tirar o vereador do gabinete e colocá-lo no meio da comunidade, onde é o lugar dele. Alguém se habilita?

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

21/05 - Na noite do último sábado, 19, os holofotes estavam voltados para o casal Rosi e Moacir Quaini que celebrou 30 anos de união com pomposa festa, no centro de eventos Primacredi. A romântica história de amor que teve inicio em 1988, na Catedral do Divino Espirito Santo, em Cruz Alta- RS, foi reafirmada, dessa fez com a presença dos frutos da união, os filhos Leonardo e Letícia Quaini. Há cerca de aproximadamente um ano juntamente com a cerimonialista Sibeli Salvatori os noivos começaram a organizar a noite que será eternizada para sempre. Profissionais de mão cheia foram convocados para a suntuosa comemoração. A décor Silvânia Costa traduziu toda a magnitude da celebração nos detalhes da imponente decoração em tons de branco, verde e champanhe. O buffet foi assinado pela requisitada Mirian Avila, e o repertório musical ficou por conta da banda Comunicasom que animou os convidados até altas horas da matina. Os filhos Letícia e Leonardo não conteram as lágrimas ao proferirem homenagem aos pais expressando todo amor, carinho e gratidão ao voltarem ao tempo e relembrar, como a união pautada no amor e cumplicidade vence os desafios do tempo. A bênção de renovação dos votos de amor e fidelidade foi ministrada pelo frei Constantino e testemunhada por em torno de 250 convidados que celebraram o momento ímpar com a família que esbanjou felicidade do começo ao fim da noite. As fotos oficiais foram registradas pelas criteriosas lentes do cuidadoso e atento fotógrafo Marcello Holanda. Nossa coluna hoje é exclusiva em homenagem a badalada Bodas de pérola e destaca momentos de emoção dos queridos Rosi e Moacir Quaini que distribuíram abraços e sorrisos durante toda a comemoração. Confiram!

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.