OBRAS PARADAS /

Terça-feira, 10 de Abril de 2018, 13h:37

A | A | A

Nova licitação deverá ser feita para conclusão das obras da BR-070

Dnit diz que aguarda versão final de relatório que deve ser enviado pela prefeitura


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Os moradores de Primavera do Leste e também os motoristas de outras cidades que trafegam pela BR 070, sentido Barra do Garças, no trecho que corta o perímetro urbano da cidade, terão que esperar mais um pouco para ver a obra concluída, o motivo é que uma nova licitação terá que ser feita. O certame ainda não tem data para ocorrer.

No início do mês de março, o Jornal O Diário fez uma reportagem para saber quando as obras da MT-130 seriam retomadas, em nota o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) disse que aguardava um relatório de responsabilidade da Prefeitura de Primavera do Leste ser encaminhado. Na época o secretário de infraestrutura garantiu que encaminharia o documento em no máximo 15 dias, e foi o que ocorreu.

Novamente a equipe do Jornal O Diário entrou em contato como DNIT, para saber se há uma previsão para o término das obras, que já se encontram paradas há pelo menos três anos. O órgão confirmou, por meio de nota encaminhada via Assessoria de Imprensa, que recebeu o relatório de revisão de projeto em fase de obras e o mesmo já foi analisado pelo DNIT, e que agora aguarda que a prefeitura de Primavera do Leste encaminhar a versão final do relatório, o que de acordo com o departamento pode ocorrer ainda essa semana.

Além deste relatório ainda é necessário que o Poder Público apresente a prestação de contas final. Só assim o convênio entre o DNIT e a Prefeitura de Primavera do Leste, assinado há 10 anos, poderá ser encerrado.

Passado esse trâmite, que não tem data definida, o DNIT tem como prioridade, de acordo com a nota encaminhada, terminar a interseção da BR-070 com a MT-030, e realizar o ordenamento do tráfego no local. Só depois que concluir essa parte da obra é que o restante dos 5,52 quilômetros previstos no projeto original será terminado. Isso depois de um novo processo licitatório, que também não tem prazo para acontecer. “Para a execução das demais obras da travessia urbana pela SR-DNIT/MT, será necessária uma avaliação dos remanescentes da obra, a atualização do projeto e a realização de nova licitação para a continuidade e finalização do empreendimento”, diz o órgão.

 

NOTA DNIT NA ÍNTEGRA

 

A Superintendência Regional do DNIT em Mato Grosso (SR-DNIT/MT) informa que a prefeitura de Primavera do Leste encaminhou o relatório de revisão de projeto em fase de obras e o mesmo já foi analisado pelo DNIT.

Existe um compromisso da prefeitura municipal de Primavera do Leste de encaminhar a versão final do relatório na semana de 09 a 13 de abril. Na sequência, a prefeitura deverá apresentar a prestação de contas final, para que o convênio possa ser encerrado.

Tão logo tal procedimento seja formalizado, a SR-DNIT/MT irá finalizar a interseção da BR-070/MT com a MT-030 e realizar o ordenamento do tráfego no local.

Para a execução das demais obras da travessia urbana pela SR-DNIT/MT, será necessária uma avaliação dos remanescentes da obra, a atualização do projeto e a realização de nova licitação para a continuidade e finalização do empreendimento.

HISTÓRICO

Em 2008 foi assinado o convênio TT-171/2008, entre o DNIT e a Prefeitura de Primavera do Leste, onde a prefeitura se tornava responsável pela obra, ou seja, deveria realizar as licitações, fiscalizar o andamento e medições para que o órgão nacional encaminhasse os recursos.

Em maio de 2016, para que se pudesse dar continuidade às obras previstas no convênio, o Executivo municipal efetivou a devolução da quantia de R$ 2.556.920,17, referente a execução de serviços que não estavam presentes no projeto executivo da obra de construção/adequação da Travessia Urbana na rodovia BR 070, apontados pela fiscalização do próprio órgão durante a gestão do ex-prefeito Getúlio Viana. A devolução do valor apontado na época pelo órgão de R$ 1.780.244,73 e a diferença referente aos juros e correção monetária de R$ 776.675,44, foi depositado no dia 21 de agosto de 2015, quitando assim a restituição apontada pela fiscalização do DNIT, em parecer de prestação de contas, para que o órgão desse continuidade à liberação dos recursos previstos no Convênio.

Em setembro de 2017 Luiz Antônio Garcia, diretor de infraestrutura rodoviária do DNIT, em entrevista concedida ao jornal O Diário, disse que o projeto passaria por reestruturação e adiantou que o convênio seria cancelado.

“Vamos agora cancelar um convênio que tínhamos com o município de Primavera, que era um convênio que infelizmente se encontrava sem orçamento e vamos retomar a restauração desta pista e desses quatro quilômetros até o Distrito Industrial, e concomitantemente vamos atualizar o projeto e nesta atualização vamos prever novos dispositivos para melhorar condições de segurança. Se for possível, vamos colocar passarelas, rotatórias, alargamento de plataformas, ou seja, atualizar o projeto para que tenhamos condições de segurança não só para quem trafega pela rodovia com deslocamentos de longa distância, mas também para os moradores de Primavera do Leste terem mais segurança”, ressaltou Luiz Antônio.

2 Comentário(s)
Ou seja, nunca vai terminar. É tanta desculpa, tanta (burrocracia) e demora, que não termina nunca. Aí quando tá tudo certo, eles ficam parados na época da seca, para fazer a obra durante o período de chuvas. Fazem serviço mal feito, a chuva estraga tudo e eles tem que refazer. Aí o dinheiro vai embora e a obra não termina nunca. Afinal uma obra desta é uma verdadeira teta que todos querem mamar por vários anos.
enviado por: Anderson em 10/04/2018 às 20:57:09
0
 
0
responder
Ou seja, nunca vai terminar. É tanta desculpa, tanta (burrocracia) e demora, que não termina nunca. Aí quando tá tudo certo, eles ficam parados na época da seca, para fazer a obra durante o período de chuvas. Fazem serviço mal feito, a chuva estraga tudo e eles tem que refazer. Aí o dinheiro vai embora e a obra não termina nunca. Afinal uma obra desta é uma verdadeira teta que todos querem mamar por vários anos.
enviado por: Anderson em 10/04/2018 às 20:59:31
0
 
0
responder

MAIS Primavera Do Leste

CPI que investiga Águas de Primavera tem prazo prorrogado

Comissão deveria ter sido encerrada hoje (26). O novo prazo é de mais 90 dias

Alagamentos voltam a ser registrados; inclusive em pontos que já passaram por obras

Locais que nunca alagaram também foram prejudicados.

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

CLUBE DO ASSINANTE

EMPRESAS PARTICIPANTES

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.