CAIU NA REDE /

Quinta-feira, 25 de Outubro de 2018, 09h:28

A | A | A

Moradores questionam leilão de carro com menos de cinco anos de uso

Veículo estava disponível para ser arrematado em leilão pelo lance de mínimo de R$ 25 mil


Imagem de Capa
Jaqueline Hatamoto

Desde quando a leiloeira contratada começou a divulgar os bens que a Prefeitura de Primavera do Leste pretendia leiloar, muitos moradores da cidade começaram a questionar o fato do veículo pertencente ao Executivo, uma Edge 2013, constar entre os itens a ser leiloado.

O veículo, que foi comprado durante a gestão de Érico Piana, têm cinco anos de uso e conforme imagens publicadas no site da empresa leiloeira, o veículo está em prefeitas condições. Isso chamou a atenção de diversos moradores.

Em uma página de uma rede de interação, um morador questionou o seguinte: “Carro comprado na última gestão. Foi pago mais de 100 mil reais e indo a leilão em menos de três anos. Esse é o Brasil que vocês querem?”. Detalhe: não são três anos. São cinco.

O fato do veículo estar entre os itens que foram leiloados também foi questionado pelos vereadores Carmen Betti e Luis Costa. “O veículo do gabinete foi comprado por R$ 110 mil e está avaliado no leilão por R$ 25 mil, eu achei o valor baixo”, ressaltou.

O valor citado pela vereadora, R$ 25 mil é o valor de lance mínimo podendo ser vendido por maior valor dependendo do lance. O carro apesar de aparentar estar em boas condições, tem um problema na caixa de câmbio.

Com base na tabela da Fundação Instituto de Pesquisa – Fipe, se estivesse em boas condições sem o problema de câmbio, o veículo poderia ser comercializado no valor de R$ 76.966,00.

Em nota encaminhada a redação do Jornal O Diário, o poder público ressaltou que disponibilizar o veículo para o leilão foi a única saída encontrada, já que o conserto não valeria a pena. “Após avaliar os valores para conserto, a gestão chegou à conclusão de que não compensaria, já que este veículo é importado e apresenta problema de fábrica em todos os automóveis do lote”, diz parte da nota encaminhada via Assessoria de Imprensa da prefeitura.

Para substituir o veículo Edge, o poder público comprou outro utilitário da categoria e pagou o valor de R$ 225 mil, como consta em Diário Oficial.

 

ARREMATADO

O leilão dos 64 itens foi realizado na quarta-feira (24) e o veículo Edge foi arrematado pelo valor de R$ 32 mil, ao todo foram dados 16 lances.

Além da Edge, dos 20 terrenos colocados à disposição para lances, nove foram arrematados. Todos os terrenos ficam localizados na área urbana do município, no Jardim Riva. O lance mais lato foi de R$ 206,5 mil e o mais baixo R$ 187,5 mil.

Dos 44 veículos 36 foram arrematados e oito constam como cancelados no site da leiloeira. O menor lance oferecido foi de R$ 900 por uma Saveiro com motor fundido e o maior lance foi na Edge que pertencia ao gabinete com foi arrematada por R$ 32 mil.

1 Comentário(s)
Quanto aos imóveis... o lote mais caro passou de R$ 225.000,00. e não só R$ 206.500,00. ok. Quanto aos veículos... quem fala não tem conhecimento de causa. Único veículo "novo" era essa Ford Edge... o resto... pelo amor de Deus. praticamente só sucata. alguns com mais de 30 anos. Em contabilidade um veículo deprecia 20% ao ano. Como o Município só pode comprar de loja oficial FORD(no caso) só o câmbio estragado sairia mais de R$ 25.000,00. Embora a tabela fipe acusar o preço de R$ 76.000,00 ,,, o preço de venda "na rua" seria de no máximo R$ 55.000,00. Sobre leilão... preços tem que ser atrativos e compensadores pra quem compra do contrário não teria licitantes/compradores. Antes do leilão comentei que alguns lotes não seriam vendidos pois estavam praticamente pelo preço de venda normal (com eventuais condições) e foi exatamente o que aconteceu. Não Vendeu todos e sim só os melhores. Ato do Município foi corretíssimo. Vender veículos velhos e comprar novos.
enviado por: Aloísio em 01/11/2018 às 09:31:43
0
 
0
responder

MAIS Primavera Do Leste

CPI que investiga Águas de Primavera tem prazo prorrogado

Comissão deveria ter sido encerrada hoje (26). O novo prazo é de mais 90 dias

Alagamentos voltam a ser registrados; inclusive em pontos que já passaram por obras

Locais que nunca alagaram também foram prejudicados.

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

CLUBE DO ASSINANTE

EMPRESAS PARTICIPANTES

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.