ARTIGO /

Terça-feira, 26 de Dezembro de 2017, 13h:51

A | A | A

Então, é natal!

Este momento nos leva a reflexão o ano que se passou, os acertos, os erros, as conquistas, as percas, mas sabemos que tudo isso é inerente ao ser humano e a reflexão é necessária no propósito de agradecer não só pelas vitórias obtidas, mas pelo o todo qu


Imagem de Capa
JEAN CARLOS

 Está chegando uma das datas mais aguardada do ano, para os pequeninos é esperado a visita do bom velhinho com seu famoso saco de presentes, e para o comercio as expectativas são grandes porque a data fomenta as vendas e geram empregos, mas o momento é marcado também pelo ponto reflexivo que a data nos trás e a celebração do grande aniversariante. O natal é uma festa cristã que comemora o nascimento do menino Jesus, não se sabe ao certo a data correta do nascimento de Jesus, mas o dia 25 de Dezembro foi escolhida pelo Papa Libério no ano de 354 depois de Cristo, a data foi escolhida devido ao solstício de inverno no hemisfério norte e verão no hemisfério sul, que devido esse fenômeno da natureza eram realizadas entre vários povos as festividades pagãs.

 

Este momento nos leva a reflexão o ano que se passou, os acertos, os erros, as conquistas, as percas, mas sabemos que tudo isso é inerente ao ser humano e a reflexão é necessária no propósito de agradecer não só pelas vitórias obtidas, mas pelo o todo que vivemos no decorrer deste ano, e entendermos que tudo tem um propósito, afinal como seria o sabor doce dos acertos e conquistas se não existisse o desagradável sabor dos erros e percas.

 

Para Charles Dickens o Natal é como um tempo bom, um bem, perdão, generosidade, época agradável, uma época em que os homens e mulheres parecem abrir os corações deles espontaneamente, e assim eu digo, Deus abençoe o Natal! Literalmente nesta data somos tomados pela sensibilidade do amor, vemos diversas pessoas somando forças uma com as outras para ajudar os mais necessitados em uma grande e linda corrente de solidariedade.

 

Portanto, permita se ser tomado pelo espirito natalino em todo o decorrer do ano, e que tenhamos como prática diária o amor, o respeito, a compreensão, o companheirismo, isso são gestos que nunca perdemos em demostrar e que nos faz um grande bem.   Quero finalizar com uma frase de Agnes M. Pharo, que diz, “Que é o Natal? É a ternura do passado, o valor do presente e a esperança do futuro. É o desejo mais sincero de que cada xícara se encha com bênçãos ricas e eternas e de que cada caminho nos leve à paz.”, tenha todos um Feliz Natal.  

 

 

  Jean Carlos
Professor de Ciências da Natureza e Matemática.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!