ARTIGO /

Sexta-feira, 10 de Novembro de 2017, 18h:45

A | A | A

Em cartaz o espetáculo “VIDA”!

E neste espetáculo a cena final de um protagonista afeta todas as histórias de outros protagonistas que estavam interligadas, a história finaliza em uma triste e dolorosa despedida, e levam consigo os sonhos


Carregando fotos
Jean Carlos

Quão majestoso é presenciar a sincronia dos atores em uma peça teatral, dão vida a um personagem e faz o público mergulhar na história contada, fazendo do tempo algo irrelevante diante do aprisionamento da atenção em cada ato, em cada efeito de luz e som. Após ter todo o roteiro decorado e todos os atos revisados, é hora de abrir as cortinas, soltar a imaginação e dar vida aos personagens para a alegria da plateia, os atores e atrizes sabem muito bem o início, meio e fim em todo o decorrer da trama, e no final do espetáculo estão todos para receberem os aplausos da plateia.

 

No espetáculo “vida” é diferente, não sabemos início, meio e muito menos o fim, todo o script é escrito no decorrer das cenas, onde cada ato é decisivo para o próximo capítulo, não existe ensaios, revisão de fala e se errar não tem como voltar do ponto de partida para dar início esquecendo o erro cometido, conseguimos apenas dar um novo início e com sabedoria utilizar o erro para uma aprendizagem e não repeti lo nas outras cenas, não existe dublê para as cenas perigosas e tão pouco efeitos especiais, as emoções surgem ali ao vivo em tempo real, não existe teste de elenco, cada um é protagonista da sua própria história e por mais que existem personagens coadjuvantes em nossa história, cada um deles são protagonistas de histórias diferentes, onde uma é interligada a outra história de uma só vez, em um mesmo ato ao mesmo tempo por tempo indeterminado e o final não depende de nós, por que o tempo e a conclusão é incerta as tornando imprevisíveis.

 

E neste espetáculo a cena final de um protagonista afeta todas as histórias de outros protagonistas que estavam interligadas, a história finaliza em uma triste e dolorosa despedida, e levam consigo os sonhos, os objetivos, as importâncias, os planos, enfim, grande parte daquilo que era importante, passará a não ser mais após o ato final. Temos que firmar bem os passos e saber escolher os caminhos a trilhar, na vida não temos ensaios tudo acontece já, sem volta, e tudo muito rápido, então saiba viver a vida, de significado para cada ato vivido, e o mais importante, seja protagonista de sua história, faça valer a pena, aproveite cada segundo, por que só valorizamos o tempo no final do ato, e ele passa muito rápido e não volta atrás.

 

 

Para finalizar quero citar um poema de Afonso Claudio de Meireles que diz: “ Somos mordomos, nada mais, uns poucos administram muito, enquanto muitos outros nada fazem. Mas, em contrapartida, breve finda a vida, e o que fizemos ou deixamos de fazer tanto fez como faz, pois, nesse sentido, saímos de cena, e nada faremos mais. Essa é a regra, não há como mudar, mas enquanto vivemos, façamos o que pudermos enfim realizar. Que seja digno o nosso legado, uma boa história de vida, um sonho realizado”.

10 Comentário(s)
Olha que bela reflexão, está de parabéns
enviado por: Elisa em 10/11/2017 às 21:31:40
1
 
0
responder
Olha gostei, e uma realidade show
enviado por: Maria em 10/11/2017 às 21:35:01
1
 
0
responder
Sigo todos os seus artigos, e todos e muito bom
enviado por: Maria luiza em 10/11/2017 às 21:36:47
1
 
0
responder
Cara e show
enviado por: Dede em 10/11/2017 às 21:37:53
1
 
0
responder
Veio que top arrebentou
enviado por: Luiz Henrique em 10/11/2017 às 21:39:25
1
 
0
responder
Gostei muito
enviado por: Sandra em 11/11/2017 às 07:16:55
1
 
0
responder
Linda msg amei como sempre vc é muito inteligente meu amigo
enviado por: Sandra em 11/11/2017 às 08:16:53
1
 
0
responder
Parabéns pelo trabalho
enviado por: Débora moraes em 11/11/2017 às 15:46:52
1
 
0
responder
Entao mais uma publicação e eu sou admiradora sua de todas cada uma com conteúdo diferenciado e exatamente como a vida é Parabéns Jean sucessos vc merece. ..
enviado por: Olga Iolanda Lerner em 12/11/2017 às 07:13:24
1
 
0
responder
Grato!
enviado por: Jean Carlos em 13/11/2017 às 09:20:17
0
 
0
responder
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

06/11 - Abrimos a coluna hoje com o badalada festa de 15 anos da Gabriela Zufo, filha única de Luciana e Maicon Zuffo, que não economizaram detalhes e organizaram noite esplendorosa sob a batuta do cerimonial Comemore, da Clesiane de Witt, para o debut da princesa. Na chácara Victória devidamente ambientalizada por Silvania Costa, eles receberam seus convidados em um noite emocionante e cheia de surpresas.Vestida por Attuale tecidos e produzida por Claudia Sartori Miotto, ela recepcionou seus convidados, e logo após em trajes de princesa, também by Attuale, ao som de Celine Dion, Beauty and the Beast, acompanhado pelo violinista da Cia Sinfônica, ela flutuou conduzida pelo pai no momento da valsa, que além de uma linda joia surpreendeu a herdeira cantando “Como é Grande meu Amor por você”. Homenagens dos pais, avós familiares e amigos traduzidas em perfeitas imagens feitas por Magna Video emocionaram os presentes. Elogiadas comidinhas da Mirian Avila circulavam pelo salão e os momentos foram adoçados com as receitas de Simone pardo. Convite para a balada e ponto alto da festa foi quando, Gabriela, saiu linda e soberana de um painel de led adequado pela banda Comunicason, com coreografia elaborada por Douglas de Souza. A noite ainda contou com apresentação surpresa do E-stringer, e logo após o dj Rodrigo Marques assumiu o comando das pick-ups. Tudo Perfeito! Confira os momentos eternizados pelas criteriosas lentes do fotógrafo e arquiteto, Marcelo Hollanda.

O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!