ARTIGO /

Segunda-feira, 04 de Junho de 2018, 15h:50

A | A | A

DEPRESSÃO, O MAL DO SÉCULO!

Para a prevenção é importante fazer coisas que de certo modo são até simples, como por exemplo: ler, aprender coisas novas


Imagem de Capa
Beatriz G. Rufato - Psicóloga.

Considerada o “o mal do século” pela Organização Mundial da Saúde, a depressão ainda é um desafio para médicos e pacientes. Ela pode ser definida como a perda ou diminuição do interesse e prazer pela vida, gerando angústia e debilitação, sendo que em alguns casos é sem motivo aparente. Hoje, a depressão é considerada a quarta principal causa da incapacitação, de acordo com a OMS.

É importante ficar atento para alguns sintomas, lembrando sempre que sinais ou sintomas isolados nem sempre determina uma doença. Mas se os mesmos não forem passageiros, procure sempre uma ajuda especializada para uma melhor orientação e tratamento. A seguir serão listados alguns sinais que mostram que algo não está bem: cansaço extremo, fraqueza, irritabilidade, angústia, ansiedade exacerbada, baixa autoestima, insônia ou sono de má qualidade, falta de prazer em atividades que realizava, pensamentos pessimistas, pensamentos frequentes sobre morte, comportamentos compulsivos, problemas ou disfunções sexuais, sensação de incapacidade para tarefas do dia.

Alguns fatores podem facilitar o aparecimento da depressão, são eles: histórico familiar, transtornos psiquiátricos crônicos, estresse crônico, ansiedade crônica, disfunções hormonais, sedentarismo e dieta desregrada, vícios (cigarro, álcool e drogas ilícitas), traumas físicos ou psicológicos, separação conjugal, enxaqueca crônica.

Para a prevenção é importante fazer coisas que de certo modo são até simples, como por exemplo: ler, aprender coisas novas, ter hobbies e se divertir ajuda a manter a cabeça ativa e sem pensamentos negativos ou mantê-la sem preocupações excessivas. O otimismo, junto com o bom senso assegura o bem estar emocional. É importante também gerenciar o estresse e compartilhar as dificuldades do dia.

Cuidar do organismo reflete numa boa saúde mental, por isso é aconselhado praticar atividades físicas regularmente, até mesmo porque estudos apontam que elas incentivam a liberação de hormônios e outras substâncias importantes para a manutenção do humor. O diagnóstico é feito por um médico psiquiatra, onde ele avaliará o histórico do paciente, juntamente com alguns exames para confirmar a depressão e ela pode ser classificada em leve, moderada ou grave.

A depressão pode durar semanas ou mesmo anos. E uma vez que a pessoa passe por uma crise a chance de ela passar por isso novamente é maior. O tratamento é feito por um psiquiatra juntamente com um psicólogo. Existem alguns antidepressivos que ajudam a regular a química cerebral, e o médico escolherá o que mais se encaixa na necessidade do paciente. O acompanhamento psicológico levantará as causas do problema e como ele pode ser desmontado, que alias é de extrema importância à presença do psicólogo, pois os remédios levam certo tempo para fazer efeito.

Beatriz G. Rufato

Psicóloga.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.