ARTIGO /

Sexta-feira, 21 de Julho de 2017, 17h:29

A | A | A

As voltas que o mundo dá!

De repente, você caro leitor, conhece alguém ou até mesmo já passou por uma determinada situação onde já foi menosprezado por alguém com um cargo superior ao seu, pelo simples fato de você estar sendo subordinado a ele.


Imagem de Capa
Jean Carlos

Considerando o incalculável tamanho do universo, moramos em uma singela poeira espacial conhecida como “Planeta Terra”, os dois principais movimentos que ela realiza são o movimento de rotação e translação, este movimento de rotação é aquele onde o planeta terra gira em torno de seu próprio eixo, este movimento é responsável para que se haja dia e noite, e alcança uma velocidade de aproximadamente 1.700 km/h no ponto Maximo que fica na linha do equador, e o outro movimento é o de translação, o movimento responsável para que o planeta terra faça um giro completo em torno do sol na velocidade de aproximadamente 107.000 km/h, e também é responsável pelas estações do ano. Claro que não iremos abordar isso a fundo nesse artigo, isso é apenas um pouquinho de ciência para aguçar a imaginação. Iremos tratar sobre outro tipo de voltas que o mundo dá.

 

Quanto tempo dura uma vida? Pergunta difícil essa não é! Literalmente sem resposta, a final nenhum de nós sabemos o nosso prazo de validade, o dia do fim ou até mesmo qual o número da senha para partirmos. Considerando isso, podemos refletir em nossas atitudes ou palavras para com o nosso semelhante, para entender melhor o que estou querendo dizer, vou usar uma frase do escritor Francielton Coelho Lobato que diz ”Hoje você está lá em cima, amanhã você pode está lá em baixo. A vida é assim... Ninguém vive só de vitórias, tudo tem seu tempo.” O autor ressalta a importância de reconhecer e respeitar a situação de nosso próximo.

 

É lindo, você ver alguém que mesmo sendo uma autoridade com um cargo de relevância, portador de diversas titularidades, tratar a todos com igualdade e respeito. De repente, você caro leitor, conhece alguém ou até mesmo já passou por uma determinada situação onde já foi menosprezado por alguém com um cargo superior ao seu, pelo simples fato de você estar sendo subordinado a ele. Infelizmente podemos nos deparar por muitas pessoas com esse tipo de comportamento, onde segue a risca o ditado popular “o poder subiu para a cabeça”

 

Respeito deveria ser algo inerente ao ser humano, cada um poderia já vim com essa atitude de fabrica. Ninguém nasce mandando, todos que hoje mandam um dia foi mandado, mas insistem em esquecer desse detalhe, de que como era bom ser bem tratado pelo chefe, receber um bom dia, um aperto de mão, ou um parabéns pelo trabalho prestado, com certeza isso se torna algo motivacional, e todo aquele respeito se tornará algo recíproco. Essa tem que ser sua marca, você precisa ser lembrado por algo bom que faz.

 

 

Devemos estar ciente que na área profissional nós não somos insubstituíveis, e que se não exercemos nossa função da forma correta, sempre haverá alguém para nos substituir, e você já se imaginou sendo substituído por alguém que um dia você menosprezou? É desta forma que devemos pesar, pois não sabemos o dia do amanhã, por que hoje alguém pode estar precisando de você, mas amanhã você talvez precise desse alguém, a final, não podemos duvidar das voltas que o mundo dá.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!