ARTIGO /

Domingo, 07 de Outubro de 2018, 15h:09

A | A | A

A escolha certa!

A lei da semeadura define muito bem o significado de nossas escolhas


Imagem de Capa
Jean Carlos

Nossa vida é feita de escolhas, do amanhecer até o anoitecer somos desafiados pelas escolhas que temos que realizar. Imagine se todas as escolhas que fizéssemos em nossa vida fossem a escolha certa? Imagine se todas as vezes que você decidisse fazer uma fezinha na sorte escolhesse os números certos, isso não seria nada mal, afinal não seria uma má ideia ser milionário na hora que quisesse. Para William Shakespeare: “Em certos momentos, os homens são donos dos seus próprios destinos”. Isso enfatiza o fato de que os nossos destinos estão ligados diretamente com as nossas escolhas, e sendo algo pessoal, o nosso destino é consequência de nossas escolhas.

A lei da semeadura define muito bem o significado de nossas escolhas, ou seja, não existe possibilidade de colher batatas onde se plantou apenas laranjas, mas de certa forma no momento em que estamos plantando temos direito de escolher o que plantar, analisemos o que diz o provérbio Chinês: “A semeadura é opcional, já colheita é certa. Trabalho árduo e perene, orai e vigiai, porque a Lei do Cosmo é implacável”, mas o maior questionamento no momento da semeadura é, “será mesmo está a escolha certa? ”, certamente esse questionamento só teremos a resposta após o período da colheita.

O Padre Fábio de Melo diz que, “Hoje, neste tempo que é seu, o futuro está sendo plantado. As escolhas que você procura, os amigos que você cultiva, as leituras que você faz, os valores que você abraça, os amores que você ama, tudo será determinante para a colheita futura”. Por isso antes de escolher, temos que analisar, pois nada passará batido, o resultado da escolha pode não ser o esperado, as consequências podem ser irreversíveis. Mais uma vez faço a pergunta do início do artigo, imagine se todas as escolhas que fizéssemos em nossa vida fossem a escolha certa? A resposta é muito fácil de dizer, mas infelizmente a bola de cristal ainda não saiu da ficção, e por mais convictos que estamos de nossas escolhas, nunca temos a prévia dos resultados.

Este mês, nós, a nação brasileira está diante destas escolhas, aclamamos por mudanças, mas mesmo sabendo a quem escolher os resultados ainda é algo incerto, Augusto Cury tem uma frase que diz, “O conformista é inerte e mentalmente preguiçoso. Não exerce suas escolhas por medo de assumir os riscos”. Portanto faça a sua escolha sem influências não seja inerte e assume os riscos, a final nós nunca saberemos qual será a escolha certa se não exercermos o ato de escolher.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Primavera Do Leste

A importância dos livros em nossas vidas

Crescemos enquanto pessoa, e aprendemos muito através dos livros, é por meio deles que nos aproximamos da cultura, adquirimos conhecimentos que nos proporcionam tanta diversão

Cesárea Intraparto. Já ouviu falar?

Não há como prever o que acontecerá antes que o trabalho de parto inicie efetivamente

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Abaixo reportagens especiais e exclusivas para os assinantes do Jornal O Diário

CLUBE DO ASSINANTE

EMPRESAS PARTICIPANTES

Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.