pcmt /

Sábado, 12 de Agosto de 2017, 13h:01

A | A | A

DERRFVA: Polícia Civil prende 160 suspeitos de roubos e furtos de veículos

POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL


Imagem de Capa

Luciene Oliveira | PJC-MT

Mesmo com dados positivos na redução dos índices de roubos de veículos na região metropolitana, o trabalho das forças policiais não para. As investigações das ocorrências, em Cuiabá e Várzea Grande, estão a cargo da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), que tem mostrado eficácia na repressão aos delitos.

No primeiro semestre de 2017, a unidade da Polícia Judiciária Civil efetuou a prisão de 160 criminosos integrantes de grupos que atuam em roubos e furtos de veículos para clonagem - quando é utilizando placas de outro veículo semelhante ao subtraído;  troca de veículos na Bolívia e Paraguai por drogas, armas e munições, e na desarticulação de pontos de desmanche voltado ao comércio de peças.

De janeiro a julho, a Delegacia encaminhou à Justiça 477 inquéritos policiais relatados, com indiciamento de mais 770 pessoas em crimes de roubo, furto, receptação de veículos, adulteração de sinais identificadores de veículos, falsificação e uso de documento falso e latrocínio. Entre os casos estão dois latrocínios esclarecidos com os autores das mortes identificados e presos.  Um deles é o roubo seguido de morte do dentista, João Bosco de Freitas, 62 anos, ocorrido no dia 26 de julho.

O delegado titular da DERRFVA, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, destaca, que o fato da Delegacia estar em funcionamento 24 horas, para o atendimento das ocorrências de recebimento de veículos recuperados, contribui para celeridade dos procedimentos que são apurados pela equipe de 3 delegados de polícia, 8 escrivães e 38 investigadores.

“Melhoramos neste primeiro semestre o atendimento a vítima. Temos uma equipe para o atendimento imediato das ocorrências e outra para servir às vítimas, bem como ao público em geral, com agendamentos de entregas de veículos e esclarecimentos de   dúvidas frequentes, reduzindo assim o tempo de espera na unidade”, informou o delegado.

Desmanches

O desmanche de veículos roubados e furtados, cujas peças vão parar no mercado clandestino, foi o motivo da fiscalização de 86 estabelecimentos comerciais, sendo estes oficinas, lojas de autopeças e ferro-velho. Treze estabelecimentos foram flagrados com peças adulteradas de veículos roubados/furtados e o locais fechados, dos quais 4 deles tiveram as atividades suspensas por determinação judicial.

“Neste caso, a Delegacia realizou operações para combater a receptação de peças, crime este que alimente essa modalidade criminosa”, disse o delegado Vitor Hugo.

A proibição pela Justiça de funcionamento tem sido uma medida cautelar adotada pela Delegacia, para cessar a atividade criminosa e evitar que os locais continuem a  fomentar crimes antecedentes de furtos e roubos de veículos. A oficina denominada “Churanha Motos”, no bairro 1º de Março, e a oficina “Moto Bala”, no CPA I, foram dois dos estabelecimentos fechados depois do pedido judicial da Delegacia. Ambos os pontos são considerados locais de desmanche e adulteração de motocicletas.

Redução

Em Cuiabá, dados de Coordenadoria de Estatísticas e Análise Criminal, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), apontam a redução 19% nos roubos de veículos (carro, motocicletas, caminhonete, caminhão), de 740 para 596. Somente as motocicletas a queda foi 48%, comparado o mesmo período de 2016.

Com relação aos furtos de veículos a diminuição também está na faixa de 19%, de 585 para 471 em 2017. Separadamente, os furtos de automóveis tiveram redução foi de 31%, e as motocicleta queda de 7% neste ano, comparado com 2016.

Na cidade vizinha, Várzea Grande, o roubo de veículos (todos os tipos) apresentou queda de 45%, em relação ao mesmo período de 2016, de 604 registros para 333, comparando o mesmo período (janeiro a junho) de 2016 e 2017.

Na modalidade furto de automóveis e motocicletas (vários modelos e tamanhos) a redução foi de 28%, de 226 para 163, comparando com o mesmo período de janeiro a junho de 2016/2017. Somente os automóveis a queda foi de 61%.

Recuperação e operações

A recuperação de automóveis, caminhonetes, caminhões e motocicletas está na média de 200 ao mês, totalizando 1.376 veículos até o mês de julho. O índice de veículos localizados está relacionados à filosofia de integração do trabalho executado pela Especializada com a Polícia Militar, Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAer), Polícia Rodoviária Federal, Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Grupo Especial de Atuação na Fronteira (Gefron) e outros órgãos de fiscalização municipal e estadual.

A troca de informações e parceria com as forças policiais e também com outras unidades da Polícia Civil (Derf’s, DRE, GCCO e GOE), assim como o apoio da Diretoria de Inteligência e da própria Diretoria Geral e Diretoria Metropolitana, as operações policiais se tornaram rotineiras na Delegacia, que chega a efetuar de 2 a 3 flagrantes policiais, por dia.

“Temos o objetivo de aumentar o número de operações/prisões, bem como recuperar mais veículos. Já elaboramos o planejamento operacional para o segundo semestre, visando combater as modalidades criminosas, bem como aquelas quadrilhas que estão roubando residências e utilizando veículos das vítimas para a fuga e transporte dos objetos subtraídos”, informou o delegado Vitor Hugo.

Ações sociais

Mesmo com toda a demanda de ocorrências para apurar, os delegados, investigadores e escrivães ainda arrumam tempo para se dedicarem ao social, participando de campanhas para ajudar pessoas menos favorecidas, como Abrigo Bom Jesus de Cuiabá, com cerca de 90 idosos em Cuiabá e o Hospital de Câncer de Mato Grosso.

Prevenção

A prevenção é um fator que toda pessoa precisa adotar em suas atividades cotidianas. Nesse ponto, a Delegacia pontua medidas simples podem evitar roubos e furtos de veículos e ajudar na redução das estatísticas. Entre elas estão: use o bom senso ao escolher um local para estacionar; evite lugares ermos e de fraca iluminação; não deixe nada dentro do carro, nem mesmo uma sacola vazia, pois qualquer objeto pode ser confundido com um item de valor e atrair a atenção do ladrão; não cole adesivos que exponham informações pessoais; certifique-se de que o carro foi trancado; evite deixar a chave com lavadores e vigias de estacionamento; em semáforos mantenha-se distante do carro da frente; mantenha sempre uma distância segura entre o seu veículo e o carro da frente quando o semáforo fechar. Você terá mais visibilidade e espaço caso seja necessário arrancar o carro repentinamente; antes de entrar na sua garagem, fique atento ao seu redor.

 



Fonte: PJC MT

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!