politica /

Quarta-feira, 06 de Dezembro de 2017, 20h:10

A | A | A

Lula sobre Sérgio Moro: ‘Acho que é surdo. Não ouve o que falo’

Declaração foi feita durante caravana do petista pelo Rio de Janeiro e Espírito Santo, estados onde o PT não tem muito apoio para eleições de 2018


Imagem de Capa
Lula chega a Campos dos Goytacazes, onde é recepcionado por apoiadores
Ricardo Stuckert/Instituto Lula - 06.12.2017
Lula chega a Campos dos Goytacazes, onde é recepcionado por apoiadores

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta quarta-feira (6), que o juiz Sérgio Moro não escuta o que ele fala, demonstrando contrariedade quanto a operação Lava Jato . "Acho que o Moro é surdo. Não ouve o que falo", declarou. As frases foram ditas durante um entrevista à rádio Continental AM, na cidade de Campos, no interior do Rio de Janeiro.

Leia também: STJ aceita denúncia e torna Fernando Pimentel réu em ação que apura corrupção

Lula também disse que Moro não é quem organiza uma campanha contra sua candidatura à presidência nas eleições de 2018. "Moro é o instrumento", afirmou o ex-presidente. "Tenho indignação com o comportamento da Lava Jato."

O petista está realizando uma caravana pelo Rio de Janeiro e Espírito Santo, após visitar o  Nordeste e Minas Gerais , em viagens anteriores. Membros do PT, ouvidos pelo jornal Folha de S Paulo afirmam que a etapa mais recente é crucial, já que o partido não está forte entre fluminenses e capixabas. E ao contrário do que ocorreu em outros estados, os governadores do Rio e Espírito Santo não irão receber Lula.

O Rio de Janeiro é o cabo eleitoral de Jair Bolsonaro (PSC), local onde o ex-presidente quer reforçar quaisquer intenções de voto que tenha no estado.  Uma  pesquisa do Datafolha divulgada neste sábado (2) reforçou a liderança Lula  na liderança da corrida presidencial de 2018. O deputado ficou com o segundo lugar isolado nas intenções de voto.

Na noite desta terça-feira (4), o petista foi alvo de protestos de apoiadores de Bolsonaro no centro de Campos, com cartazes e palavras de ordem, entre eles uma faixa que dizia "Lula, ladrão, seu lugar é na prisão”.  Segundo a Folha de S Paulo, em resposta, sem citar o deputado do PSC, ele afirmou em seu discurso em ato em frente à Câmara dos Vereadores da cidade: "Se o povo está desacreditado, a gente tem que conversar seriamente com o povo", discursou. ”Não vou dar fuzil para fazendeiro. Vou dar terra para trabalhador rural", disse, fazendo referência a opiniões de Bolsonaro.

Candidato convicto

Lula discursou em Vitória (ES), onde reafirmou sua pré-candidatura à presidência
Ricardo Stuckert/Instituto Lula - 05.12.2017
Lula discursou em Vitória (ES), onde reafirmou sua pré-candidatura à presidência

Na parte capixaba da caravana, no domingo (3), Lula reafirmou sua vontade de ser presidente novamente , em Vitória, e usou a frase famosa do ex-técnico da seleção brasileira: “Como disse Zagallo, eles vão ter que me engolir". Ele afirmou ainda que não há porque acharem que ele não será candidato e que, não só irá participar do pleito, como irá “ganhar as eleições".

Veja também: MPF processa Mantega e Foster por prejuízos à Petrobras

O ex-presidente Lula fica com a primeira colocação em todos os cenários nos quais foi inserido na pesquisa do Datafolha, seja colocado contra com Marina Silva, Joaquim Barbosa, Michel Temer e Henrique Meirelles.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!