politica /

Sexta-feira, 16 de Junho de 2017, 15h:10

A | A | A

Corpo de Wilma de Faria, ex-governadora do RN, é velado em Natal

Aos 72 anos, a professora aposentada pela UFRN morreu em decorrência de um câncer no sistema digestivo; vida política foi marcada por pioneirismo


Imagem de Capa
Corpo da ex-governadora do Rio Grande do Norte Wilma de Faria está sendo velado na Catedral Metropolitana de Natal
Reprodução/Twitter
Corpo da ex-governadora do Rio Grande do Norte Wilma de Faria está sendo velado na Catedral Metropolitana de Natal

O corpo da ex-governadora do Rio Grande do Norte Wilma de Faria está sendo velado na Catedral Metropolitana de Natal desde as 9h desta sexta-feira (16). Às 18h, será realizada uma missa de corpo presente e, às 19h, o corpo seguirá em cortejo para o cemitério e crematório Morada da Paz, em Emaús. O sepultamento da ex-governadora está marcado para as 20h.

Leia também: MP deflagra operação contra facção criminosa que atuava dentro de cadeia no RN

Aos 72 anos, Wilma de Faria morreu às 23h40 desta quinta-feira (15). Ela cumpria mandato de vereadora da capital potiguar na atual legislatura, mas estava afastada das funções desde o dia 18 de abril para tratamento de um câncer. Ela morreu por falência múltipla de órgãos.

Mestra em Educação e especialista em Sociologia, a ex-governadora deixou quatro filhoe e 13 netos após uma trajetória política marcada pelo pioneirismo.

Ela foi a primeira mulher a alcançar o posto de deputada federal pelo Rio Grande do Norte, em 1986. Em 1988, foi eleita prefeita de Natal. Voltou a ser eleita prefeita da capital em 1996 e reeleita em 2000.

Em abril de 2002, Wilma renunciou à prefeitura para disputar o governo do estado e foi eleita, se tornando a primeira mulher a comandar o governo do Rio Grande do Norte. Ela foi reeleita governadora em 2006.

Professora aposentada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), ela também foi vice-prefeita de Natal entre 2012 e 2016

Leia também: Incompetência do governador do RN cria caos na segurança do estado

Além disso, foi presidente estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB/RN) por 20 anos. Atualmente era vereadora de Natal pelo Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB), cargo que ocuparia até 2020.

Wilma vinha convivendo com um câncer no sistema digestivo há mais de dois anos. Ela chegou a passar por algumas cirurgias em São Paulo e em Natal.

Desde o dia 3 de junho, ela estava internada na Casa de Saúde São Lucas, onde permaneceu até a morte.

Luto de três dias

Em respeito à morte da ex-governadora do estado, a Assembleia do Rio Grande do Norte decretou luto oficial de três dias. "Por todo o trabalho na política e história do RN, o Poder Legislativo decreta três dias de luto oficial pelo falecimento da ex-governadora". publicou em nota a Assembleia.

Leia também: Mais de 90 detentos escapam por túnel na maior fuga prisional da história do RN

"Em nome dos deputados estaduais e do presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira de Souza, a Assembleia presta sinceras condolências aos familiares, amigos e admiradores de Wilma de Faria, pedindo a Deus que conforte a todos", concluiu.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Voce gostaria que a MT-130 até Paranatinga fosse privatizada?
Sim
Não
Tanto faz