politica /

Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018, 20h:00

A | A | A

Cármen Lúcia se reúne com presidente do tribunal que julgará recurso de Lula

Em Brasília, presidente do STF recebeu o desembargador Thompson Flores para discutir o ritual do julgamento agendado para o dia 24, em Porto Alegre


Imagem de Capa
Presidente do STF, ministra Cármen Lúcia em reunião com o presidente do TRF-4 para discutir julgamento de Lula
Carlos Moura/SCO/STF - 15.1.18
Presidente do STF, ministra Cármen Lúcia em reunião com o presidente do TRF-4 para discutir julgamento de Lula

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, recebeu nesta segunda-feira (15), em Brasília, o desembargador Thompson Flores, presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). A reunião teve como objetivo discutir a segurança dos magistrados e também passou pelo ritual de julgamento do  recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra a condenação imposta pelo juiz Sérgio Moro no caso tríplex, na Operação Lava Jato. O julgamento será realizado pela Corte sediada em Porto Alegre na quarta-feira da semana que vem, dia 24.

A ministra Cármen Lúcia não foi a primeira a solicitar informações ao desembargador Thompson Flores sobre a preparação do TRF-4 para o julgamento que pode vir a impedir a candidatura de Lula à Presidência da República. Na semana passada, um grupo de parlamentares do Partido dos Trabalhadores (PT) também se encontrou com o magistrado para tratar sobre o assunto.

Na ocasião, o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), e outros deputados da legenda  pediram a disponibilização de um telão para que os aliados do ex-presidente acompanhem o julgamento, uma vez que só poderão acessar a sala de sessão os advogados e as partes envolvidas. O desembargador Thompson Flores garantiu que o pedido será atendido.

A reunião teve ainda como tema as manifestações previstas para ocorrer na capital gaúcha (bem como em diversas outras cidades do País) em apoio ao ex-presidente durante o julgamento. 

Leia também: MPF conclui que há "clamorosas evidências" de que recibos de Lula são falsos

O novo julgamento de Lula

Os recursos contra as decisões do juiz Sérgio Moro no caso tríplex (apresentados pelas defesas de Lula e de mais seis condenados, além do Ministério Público Federal) são os únicos itens da pauta de julgamentos do dia 24 deste mês na 8ª Turma do TRF-4, que terá início às 8h30.

ex-presidente foi condenado a cumprir 9 anos e 6 meses de prisão por crimes de corrupção e lavagem por supostamente ter aceitado favorecimento da construtora OAS mediante a compra e reforma de um apartamento tríplex no Condomínio Solaris, no Guarujá (SP). A defesa nega.

Participarão do julgamento o relator, João Pedro Gebran Neto, e os desembargadores Leandro Paulsen (presidente da 8ª Turma) e Victor Luiz dos Santos Laus.

Leia também: Defesa de Lula diz que tese do MPF sobre recibos é "inverídica e descabida"

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!