Polícia Federal /

Sexta-feira, 07 de Junho de 2019, 12h:56

A | A | A

Operação Dissimulare para desarticular grupo que desviava objetos em trâmite nos Correios

Aracaju/SE - A Polícia Federal deflagrou hoje (7/6) a Operação “Dissimulare”, com o objetivo de desarticular associação criminosa que desviava...


Imagem de Capa

Aracaju/SE - A Polícia Federal deflagrou hoje (7/6) a Operação “Dissimulare”, com o objetivo de desarticular associação criminosa que desviava objetos em trâmite no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), em Aracaju/SE, para revendê-los.

A investigação teve início com base em informações repassadas Coordenação de Segurança dos Correios, noticiando a ocorrência de violações e desvios de objetos postais nas dependências do centro de distribuição dos Correios. Durante as investigações, a Polícia Federal identificou o servidor dos Correios responsável pelos desvios, bem como os receptadores das mercadorias e passou a acompanhar os investigados.

Na tarde desta quarta-feira, 05/06/2019, o servidor dos correios foi preso em flagrante pela Polícia Federal logo após se apropriar de encomendas que continham 04 celulares. O investigado vendeu as mercadorias para um receptador, que também foi preso em flagrante pela PF.

Após a realização das prisões, foram cumpridos 4 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal as Seção Judiciária de Sergipe.

Na residência do servidor, foram apreendidos R$ 90 mil, em espécie, e outros objetos desviados dos Correios. Com os receptadores, também foram encontradas mercadorias desviadas, principalmente smartphones e produtos de beleza.

Os investigados responderão, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de associação criminosa, peculato e receptação

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.