POLÍCIA /

Sexta-feira, 16 de Junho de 2017, 13h:29

A | A | A

Homem invade hospital em GO e atira em assassino de policial de MT

Logo após ele ser internado, um homem entrou na unidade médica e atirou quatro vezes no assassino.


Imagem de Capa
REPÓRTER MT

Um homem, ainda não foi identificado, invadiu o Hospital Getúlio Vargas da cidade de Aragarças (GO), e atirou quatro vezes contra Kywsllen Martins Vieira, conhecido como Popozinho, que é assassino confesso do soldado da Polícia Militar de Barra do Garças (515 km de Cuiabá), Vanilson da Silva Carvalho, 27. O militar foi morto durante uma tentativa de assalto na noite de quarta-feira (14), em Aragarças.

De acordo com a Polícia Militar, Vanilson estava na casa da namorada, que também é policial militar, quando foi abordado por Kywsllen e por Fagner Wender. Os criminiosos ordenaram que o militar entregasse a chave da motocicleta. Vanilson reagiu e uma intensa troca de tiros teria iniciado.

Vanilson foi atingido por disparos na perna, no tórax e na cabeça. O criminoso Fagner também foi atingido e morreu na hora. Já o assassino Kywsllen, foi encaminhado ao Hospital Getúlio Vargas após ser atingido de raspão.

Logo após ele ser internado, um homem entrou na unidade médica e atirou quatro vezes no assassino. 

No hospital, o bandido foi atingido por disparos no ombro e no abdômen, mas não corre rsico de morte e prestou depoimento ao delegado de Aragarças em seguida.

 

Segundo a imprensa local, ele confessou que foi ele quem atirou contra o policial na tentativa de assalto. O bandido disse que ele e o irmão estavam à procura de uma moto que fosse idêntica à de Vanilson, com objetivo de vender as peças, mas que não imaginavam que a vítima seria policial militar.

 

Desta forma, a polícia solicitou a transferência de Kywsllen para outra unidade de saúde.

 

Até a publicação da reportagem, o homem que invadiu o hospital não tinha sido identificado.

 

A Polícia Civil de Aragarças investiga como o homem invadiu o hospital.

 

Ficha corrida

De acordo com a Polícia Civil de Aragarças, os irmãos Popó e Popozinho eram conhecidos da polícia por crimes e considerados perigosos.

 

Popó chegou a ser preso na semana passada em Barra do Garças com um mandado de prisão pelo envolvimento dele na morte do jogador Jefinho, na saída de uma boate. No entanto, no mesmo dia ele foi solto.

Alguns dias depois, saiu um novo mandado de prisão contra Popó, que estava foragido e a polícia acredita que ele estava participando de crimes em outra região. Kywsllen também tem uma vasta ficha criminal.

Popozinho tentou matar o pai, militar aposentado de Mato Grosso, que ficou paraplégico numa cadeira de rodas após receber um tiro na coluna. Na época, ele disse que atirou no pai porque este estaria batendo na mãe dele.

 

Em 2016, Popozinho na companhia do conhecido "Sementinha do Mal" atiraram contra o prédio da 1ª DP de Barra do Garças. Depois, Popozinho participou ateando fogo nas viaturas do socioeducativo durante uma rebelião de presos em Mato Grosso.

 

Ele ainda é investigado pelo assalto dos Correios de Torixoréu.

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
O que você acha que deve ser feito com os carrinhos de lanche em PVA?
Devem ser retirados das avenidas!
Devem permanecer onde estão!
Devem ficar todos na Praça de Eventos!
Devem ser realocados para as praças da cidade!