Internacional /

Quarta-feira, 16 de Maio de 2018, 00h:00

A | A | A

"Israel precisa calibrar o uso da força", critica ONU sobre violência em Gaza

Reprodução/Twitter Confrontos na Faixa de Gaza deixaram pelo menos 60 palestinos mortos, nesta segunda-feira, e outros 2,7 mil feridos O coordenador...


Imagem de Capa
Confrontos na Faixa de Gaza deixaram pelo menos 60 palestinos mortos, nesta segunda-feira, e outros 2,7 mil feridos
Reprodução/Twitter
Confrontos na Faixa de Gaza deixaram pelo menos 60 palestinos mortos, nesta segunda-feira, e outros 2,7 mil feridos

O coordenador especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Paz no Oriente Médio, Nikolay Mladenov, criticou, nesta terça-feira (15), a forma "indiscriminada" como Israel usa violência contra palestinos na Faixa de Gaza. De acordo com ele, o país de Benjamin Netanyahu "precisa calibrar o uso da força e deve proteger suas fronteiras, mas de modo proporcional".

A declaração do coordenador da ONU foi dada um dia depois de 60 palestinos serem mortos e outros 2,7 mil serem feridos , em confrontos derivados de protestos na Faixa de Gaza . Essas manifestações ocorreram em decorrência da polêmica inauguração da embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém – ocorrida nessa terça. 

Mladenov disse ainda que o Hamas, por sua vez, "não deve usar os protestos para colocar bombas e fazer atos provocativos", explicou. "A comunidade internacional deve intervir e impedir a guerra", acrescentou o coordenador, definindo a situação como "desesperadora".

Mladenov não foi o único a criticar a reação de Israel contra os palestinos. Mais cedo, o Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Rupert Colville, também denunciou que "parece que qualquer um pode ser morto a tiros".

Leia também: Em vídeo, líder da Al-Qaeda convoca guerra contra Estados Unidos e Israel

No entanto, o direito internacional prevê que a "força letal só pode ser usada como medida de último, não de primeiro, recurso".

Vítimas "eram terroristas", diz Israel

A fim de justificar a violência, o Ministério de Segurança Interna e o Exército de Israel informaram, nesta terça, que pelo menos 24 dos 60 palestinos mortos ontem nos conflitos "eram terroristas" que estavam prontos para "realizar atos de terror", sendo a maioria deles do grupo Hamas. Para Colville, "não é aceitável dizer que se trata do Hamas e portanto está correto".

Por sua parte, o Alto Comissário para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al Hussein, declarou que os "responsáveis por violações dos direitos humanos" precisarão "prestar contas".Já o governo palestino pediu ao Conselho de Direitos Humanos da ONU (UNHRC) para "organizar uma reunião urgente para decidir sobre o envio de uma missão internacional para investigar os crimes cometidos pelas forças de ocupação militar contra pessoas desarmadas".

O governo de Rami Hamdallah disse acreditar que Israel e o governo dos Estados Unidos são responsáveis pelo "massacre que ocorreu contra o povo palestino" na Faixa de Gaza .

Leia também: Em meio a confrontos e discursos de paz, EUA inauguram embaixada em Jerusalém

* Com informações da Agência Ansa.

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas

21/05 - Na noite do último sábado, 19, os holofotes estavam voltados para o casal Rosi e Moacir Quaini que celebrou 30 anos de união com pomposa festa, no centro de eventos Primacredi. A romântica história de amor que teve inicio em 1988, na Catedral do Divino Espirito Santo, em Cruz Alta- RS, foi reafirmada, dessa fez com a presença dos frutos da união, os filhos Leonardo e Letícia Quaini. Há cerca de aproximadamente um ano juntamente com a cerimonialista Sibeli Salvatori os noivos começaram a organizar a noite que será eternizada para sempre. Profissionais de mão cheia foram convocados para a suntuosa comemoração. A décor Silvânia Costa traduziu toda a magnitude da celebração nos detalhes da imponente decoração em tons de branco, verde e champanhe. O buffet foi assinado pela requisitada Mirian Avila, e o repertório musical ficou por conta da banda Comunicasom que animou os convidados até altas horas da matina. Os filhos Letícia e Leonardo não conteram as lágrimas ao proferirem homenagem aos pais expressando todo amor, carinho e gratidão ao voltarem ao tempo e relembrar, como a união pautada no amor e cumplicidade vence os desafios do tempo. A bênção de renovação dos votos de amor e fidelidade foi ministrada pelo frei Constantino e testemunhada por em torno de 250 convidados que celebraram o momento ímpar com a família que esbanjou felicidade do começo ao fim da noite. As fotos oficiais foram registradas pelas criteriosas lentes do cuidadoso e atento fotógrafo Marcello Holanda. Nossa coluna hoje é exclusiva em homenagem a badalada Bodas de pérola e destaca momentos de emoção dos queridos Rosi e Moacir Quaini que distribuíram abraços e sorrisos durante toda a comemoração. Confiram!

Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.