Esportes /

Quinta-feira, 11 de Outubro de 2018, 08h:55

A | A | A

Seleção feminina de vôlei vence Japão de virada, mas é eliminada do Mundial

A seleção feminina de vôlei do Brasil está eliminada do Mundial . Comandada pelo técnico José Roberto Guimarães, a despedida da competição...


Imagem de Capa

A seleção feminina de vôlei do Brasil está eliminada do Mundial . Comandada pelo técnico José Roberto Guimarães, a despedida da competição aconteceu por uma vitória por 3 sets a 2, de virada, contra as donas da casa japonesas, na manhã desta quinta-feira (horário de Brasília). Era necessário um triunfo sem perder sets para avançar.

Leia também: Jogadores da seleção de vôlei causam polêmica com suposto apoio a Bolsonaro

Seleção feminina de vôlei venceu o Japão, mas foi eliminada do Mundial
Divulgação/FIVB
Seleção feminina de vôlei venceu o Japão, mas foi eliminada do Mundial

Esta é a primeira vez que a seleção feminina de vôlei fica fora do top 6 do Mundial desde 2002. Após a partida, muitas jogadoras se emocionaram e choraram em quadra, como Adenizia, Gabi e Natália. As mais experientes, como Thaisa, consolaram as companheiras.

Fernanda Garay falou sobre a vitória após a partida em entrevista ao canal SporTV . "É difícil avaliar agora, de cabeça quente. Só o 3 a 0 nos interessava, não conseguimos fechar o set e isso nos abalou. Mas saímos com a vitória, porque era importante para nosso brio e para nossa jornada. Pensando no ciclo olímpico temos que trabalhar muito. Não tem bobo no voleibol", disse.

No primeiro set, a seleção ficou muito próxima de fechar e seguir com chances de classificação, mas acabou perdendo por 25 a 23. Depois perdeu por 25 a 16, venceu por 28 a 26, 25 a 21 e 15 a 11 no tie-break. Ao todo, foram 65 pontos de ataque das japonesas e 64 das brasileiras.

Leia também: Jogador brasileiro é encontrado morto na cama de sua casa na Espanha

Em bloqueios, foram 15 para a equipe verde e amarela e seis para as donas da casa, mas em erros do adversário foram 30 para o Japão e 22 para o brasil.

Após o jogo, também ao canal SporTV , Natália falou quais são as lições tiradas com a eliminação. "A gente tem que levar isso de lição para o futuro. O parâmetro é esse. A Sérvia está voando, a Holanda, de quem a gente ganhou ontem, também. É pegar esse aprendizado e voltar mais forte para o ano que vem", ponderou.

"Nós sofremos algumas vezes com esse tipo de situação [irregularidade]. Contra a Alemanha foi a mesma coisa, tínhamos 22 a 18 em um set e deixamos virar. Hoje, no primeiro set, foi a mesma coisa. Depois foi difícil conseguir lutar, porque já estávamos eliminadas, e ainda vencemos", acrescentou a capitã.

Leia também: Duda é eleita melhor atleta do mundo no vôlei de praia e quebra recorde

A edição de 2018 do Mundial de vôlei acontece no Japão. Vale ressaltar que a seleção feminina de vôlei é a maior campeã do Grand Prix, substituída pela Liga das Nações a partir deste ano

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.