Economia /

Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2019, 06h:04

A | A | A

Bolsonaro e Guedes devem discutir Previdência amanhã, diz filho do presidente

Alan Santos/PR - 22.1.19 Bolsonaro e Guedes devem discutir texto da reforma da Previdência amanhã, em Brasília O presidente da República, Jair...


Imagem de Capa
Bolsonaro e Guedes devem discutir texto da reforma da Previdência amanhã, em Brasília
Alan Santos/PR - 22.1.19
Bolsonaro e Guedes devem discutir texto da reforma da Previdência amanhã, em Brasília

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e o ministro da Economia, Paulo Guedes, devem discutir nesta quinta-feira (14) o texto da proposta de reforma da Previdência, afirmou o filho mais velho do presidente, Flávio Bolsonaro, após encontro com o ministro.

Leia também: MPRJ define novo promotor para investigação envolvendo senador Flávio Bolsonaro

Flávio falou ainda sobre a possibilidade do envio de Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para tratar de pacto federativo, destacando sua conversa com o ministro. "Eu estava com saudades do Paulo Guedes. Vim bater um papo com ele", disse. "Eu trouxe um pouco do clima do Senado para o ministro, que está receptivo ao debate sobre a reforma da Previdência ", disse o filho do presidente após o encontro, que não constava na agenda oficial de Guedes.

Sobre as investigações a seu respeito por suspeita de aumento irregular de patrimônio, Flávio Bolsonaro falou que o momento é de aguardar. Na semana passada, a Procuradoria-Geral da União (PGR) decidiu devolver o inquérito sobre o tema ao Ministério Público Eleitoral do Rio de Janeiro.

De acordo com o filho mais velho do presidente, o chefe da Economia falou mais sobre pacto federativo durante a reunião, abordando a importância da redistribuição de atribuições, responsabilidades e de orçamento para Estados e municípios. "Acredito que tem que ser uma outra PEC", defendeu Flávio. "Em que momento eu não sei, mas são dois pilares importantes da nossa economia, do nosso país", acrescentou o senador, que destaca que a proposta que altera as regras de acesso à aposentadoria é fundamental para a economia brasileira, especialmente a médio e longo prazo.

Segundo o secretário especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho, o texto da proposta com as novas regras para a aposentadoria  está pronto e depende somente da "palavra final" de Bolsonaro sobre algumas questões, como a idade mínima, que deverá ser de 62 anos para homens e 57 anos para mulheres .

“Evidente que existem pontos que serão levados à presença do presidente para que ele possa tomar sua posição, possa definir de que forma isso [a reforma da Previdência] possa chegar à Câmara Federal”, explicou Marinho.

Bolsonaro  recebeu alta hospitalar no final da manhã desta quarta-feira (13) e deixou o Hospital Albert Einstein, na capital paulista, no início da tarde. Ele já está de volta a Brasília, onde deverá ficar mais alguns dias em repouso, embora seja esperado seu encontro com Guedes nesta quinta-feira (14), para tratar de detalhes texto da reforma da Previdência .

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!
Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.