PROTESTO /

Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017, 15h:33

A | A | A

Idosos e deficientes fazem manifestação por respeito aos seus direitos

O ato foi marcado pela colocação de cadeiras de rodas nas vagas de estacionamento.


Imagem de Capa
Valmir Faria

Na manhã de hoje (11), idosos e deficientes físicos de Campo Verde fizeram uma mobilização na Avenida Brasil, que começou às 7h00 e terminou às 8h30, como forma de conscientizar a população sobre seus direitos.

O ato foi marcado pela colocação de cadeiras de rodas nas vagas de estacionamento destinadas a veículos não adaptados, maneira encontrada pelos organizadores para chamar atenção ao desrespeito à Lei que garante vagas exclusivas aos deficientes e idosos.

Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Deficiente, Alex Soares (foto), 35 anos, é cadeirante desde os 16 devido a um acidente de moto. Para ele, é preciso que a população respeito o deficiente e o idoso.

“No cotidiano é comum a gente ouvir as desculpas que ‘é só um minutinho’, ‘que é rápido’, que eles já voltam, mas nesse intervalo de tempo que eles julgar ser rapidinho, que já voltam, pode chegar uma pessoa com necessidade especial, um idoso, precisando da vaga e naquele minutinho ele não vai poder parar em fila dupla porque vai correr o risco de ele ser multado por estar fazendo uma coisa errada em função da atitude de um terceiro”, observou.

 

Em Campo Verde, especialmente em frete às agências bancárias, são demarcadas duas vagas prioritária, identificadas por placas e pela pintura no asfalto. Porém, muitas vezes, elas não são respeitadas.

 

Enquanto os idosos e deficientes faziam a manifestação, D. L. C parou seu carro em uma das vagas em frente a uma agência bancária. Ao ser indagado sobre aquele tipo de comportamento, ele alegou que foi por pressa e admitiu que sempre usa as vagas dos deficientes e idosos.

 

D. L. C concordou que quem age assim deve ser multado, mas criticou a manifestação feita pelos idosos e deficientes. “Fica feio para cidade colocar essas cadeiras de rodas nos estacionamentos”, disse ele.

 

Estacionar em vaga exclusiva para idoso e deficiente é considerado infração gravíssima, com multa de R$ 293,00 e perda de 7 pontos na carteira. Este ano, de acordo com a Polícia Militar, mais de 800 carros foram notificados por esse tipo de infração em Campo Verde.

 

Para ter direito à vaga exclusiva, conforme explicou a secretária municipal de Assistência Social, Rosilene Sanguini Schroeter, tanto o deficiente quanto o idoso devem obedecer a alguns trâmites legais.

 

“O idoso deve procurar o CRAS. No máximo de um dia para o outro ele já estará com a carteirinha em mãos. O certificado das vagas de deficiente, quanto o de idoso, deve ser procurado o Departamento Municipal de Transporte Urbano, na Secretaria de Obras e Viação”, orientou. O certificado deve ser deixado em local visível no carro.

 

Edval Costa tem 61 anos. Tão logo atingiu a idade que lhe garantia os direitos dos idosos, procurou o DMTU e o CRAS para fazer a documentação por entender que era vantajoso para ele. “Eu acredito que precisava ter mais espaço ainda para deficiente e idoso. Eu tenho uma consciência comigo: Eu uso o do idoso, eu não uso o do deficiente”, afirmou. 

 

Com relação a acessibilidade, Alex Soares, reconheceu que houve avanço, porém, é preciso fazer muito mais. Eliana Silva Barros é presidente do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso e concorda com Soares sobre melhorias na acessibilidade.

 

“O pessoal faz aquelas calçadas com jardins, bonito. Mas será que eu estou respeitando meu próximo? Que tem aquela acessibilidade para ele estar trafegando? Quando eu coloco um carro na calçada para lavar, eu estou lembrando que eu tenho um próximo que tem dificuldade de locomoção?”, indagou. “O que a gente está fazendo aqui é conscientizando a população sobre os direitos da pessoa idosa e da pessoa com deficiência”, completou.  

 

Após o ato na Avenida Brasil, os manifestantes seguiram até o terminal rodoviário. De acordo com as informações, algumas empresas de viagem estão dificultando o acesso à passagem gratuita, que direito do idoso.

(Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

 

 

0 Comentário(s)
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

MAIS Campo Verde

No Dia das Crianças, pediatra diz que atenção e contato são fundamentais para seu desenvolvimento

"Crianças que brincam com seus pais são muito mais saudáveis e felizes,” reiterou o pediatra Alexandre Valério Mussio.

Atleta de Campo Verde participará de campeonato internacional de Jiu-Jitsu

Ele ainda pode ter a chance de representar o Brasil no Campeonato Mundial na Califórnia.

MAIS LIDAS NO CLIQUE F5

MAIS LIDAS MATO GROSSO


Nome ou atividade:

Bairro ou logradouro:

Produto:

Buscar em:

Edição impressa
imagem
os maiores eventos e coberturas
Você é a favor ou contra a revitalização das Avenidas de Primavera?
A favor.
Contra.
Não tenho opinião formada sobre o assunto.